Nove Atributos de um Homem Real

2019-Mens-Retreat-with-speaker-Vince-Miller-570x380

 

 

Como um homem que não teve pai durante quase toda a minha vida, descobri que definir masculinidade é enganosamente difícil. Eu não tinha ninguém por perto para demonstrar uma masculinidade verdadeira e saudável. A ausência de meu pai tem sido uma fonte de tristeza e arrependimento, mas essa sensação de desejo me levou a Deus em busca de respostas, realização e filiação. Ele é meu único e fiel Pai, meu celestial.

Encontrar uma definição clara e precisa de masculinidade é especialmente difícil se nos voltarmos para o mundo, e não para a Bíblia. Apenas considere por um momento o que aprendemos sobre masculinidade em nossa sociedade. Em geral, não demora muito para um garoto encontrar uma imagem erótica, uma história explícita ou uma piada grosseiramente inadequada. Mesmo que seus pais consigam protegê-lo de conteúdo impróprio na televisão e on-line, seus amigos podem repassar o que viram e ouviram. A compreensão de um menino sobre a sexualidade é frequentemente distorcida desde tenra idade, e essa visão distorcida do sexo impacta profundamente na visão masculina de masculinidade.

 

 

“Em última análise e completamente, a masculinidade é definida pelo Deus que faz os homens.”

 

 

Enquanto isso, a indústria do entretenimento nos oferece uma representação defeituosa da masculinidade após a outra, glorificando as atividades de mulher de James Bond, a dureza estóica e a distância emocional de Jason Bourne, e a obsessão pela ganância, poder e controle de Gordon Gekko. À medida que envelhecemos, vendemos uma lista de produtos de empresas farmacêuticas que sugerem que, se tivermos disfunções de desempenho masculino, “perdemos” nossa masculinidade e precisamos de uma cura para recuperá-la.

Como entendemos o que é a masculinidade quando parece tão complicada em todos os lugares que olhamos?

 

 

 

Deus faz homens

Precisamos de uma melhor definição de masculinidade, e quem melhor para definir o que é a masculinidade do que o próprio Criador? Quando Deus criou a vida, ele se abaixou para tocar e moldar o homem da terra. Com cuidado e intimidade, ele criou o homem de uma maneira distinta. Em última análise, aprendemos que Deus está incorporando sua própria imagem ao homem.

O Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida, e o homem se tornou uma criatura viva. ( Gênesis 2: 7 )

Nos versos circundantes de Gênesis 2 , observamos como Deus define o propósito desse único homem antes da criação da mulher: o propósito de seu trabalho, a extensão de sua autoridade, os parâmetros de sua obediência e até mesmo o inchaço do desejo de um homem. esposa.

A masculinidade encontra sua definição apenas em Deus – não no mundo, não na cultura, não no local de trabalho. Em última análise e completamente, a masculinidade é definida pelo Deus que faz os homens.

 

 

 

O Deus-homem

Mas o enredo engrossa.

Ao ler a grande história de Deus na Bíblia e procurar representações ideais de homens entre os reis, sacerdotes, profetas, guerreiros e líderes que encontramos, sentimos que algo nunca está certo. O pecado prejudicou o reflexo da masculinidade ideal. Um herói bíblico após o outro é mostrado para ser ferido, quebrado, falho, propenso à desobediência e até mesmo à perversidade total. E, no entanto, dentro dos mesmos homens, vemos pequenos vislumbres da glória masculina: fé implacável, convicção inabalável, serviço humilde e sacrifício. Mas novamente apenas vislumbres.

“Jesus é a representação divina perfeita da masculinidade. Ele define a verdadeira masculinidade.

 

Até que o próprio Deus invada o tempo e o espaço novamente para nos dar o homem modelo. Seu Filho, Jesus, é a representação divina perfeita da masculinidade. Ele define a verdadeira masculinidade.

Ao olhar para a vida de Jesus, encontramos inúmeros atributos e compromissos que nos mostram como viver como homem fiel ao chamado do Pai. Se você é um homem à procura da verdadeira masculinidade, considere se esses nove compromissos (entre muitos outros) teriam um impacto significativo em sua masculinidade se ativamente aplicados em seu papel como líder, empregado, marido, pai e filho.

  1. Um homem compromete-se a seguir uma autoridade maior.

[Jesus] disse: “Segue-me”. Mas [o homem] disse: “Senhor, deixa-me primeiro enterrar a meu pai.” E Jesus disse-lhe: “Deixa os mortos sepultar os seus próprios mortos. Mas, quanto a você, vá e proclame o reino de Deus. ”Outro ainda disse:“ Eu te seguirei, Senhor, mas primeiro me despedirei dos que estão em minha casa. ”Jesus disse a ele:“ Ninguém que ponha sua mão para o arado e olha para trás é apto para o reino de Deus. ”( Lucas 9: 59–62 )

  1. Ele se compromete a sacrificar tudo à sombra do discipulado.

“Se alguém vem a mim e não odeia seu próprio pai, mãe, esposa, filhos e irmãos e irmãs, sim, e até mesmo sua própria vida, não pode ser meu discípulo” ( Lucas 14:26 ).

  1. Ele se compromete com uma obediência determinada e alegre.

Depois disso, muitos de seus discípulos se afastaram e não caminharam mais com ele. Então, Jesus disse aos doze: “Vocês também querem ir embora?” Simão Pedro lhe respondeu: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna, e nós cremos e chegamos a saber que tu és o Santo de Deus. ”( João 6: 66–69 )

  1. Ele se compromete com a disciplina espiritual.

Levantando-se muito cedo pela manhã, enquanto ainda estava escuro, [Jesus] partiu e saiu para um lugar desolado, e lá ele orou. ( Marcos 1:35)

  1. Ele se compromete a permanecer na palavra da verdade.

Jesus disse aos judeus que acreditaram nele: “Se permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” ( João 8: 31–32 )

  1. Ele se compromete com o crescimento e a produção, especialmente o fruto espiritual.

“Por este meu Pai é glorificado, que você dá muito fruto e assim prova ser meus discípulos.” ​​( João 15: 8 )

  1. Ele se compromete a cumprir a missão de Deus.

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar tudo o que eu lhes ordenei. E eis que estou sempre convosco até o fim dos tempos. ”( Mateus 28: 19–20 )

  1. Ele se compromete a amar os outros fielmente.

“Um novo mandamento que dou a você, que você ama um ao outro: assim como eu amei você, você também deve amar um ao outro. Por isso, todas as pessoas saberão que vocês são meus discípulos, se tiverem amor uns pelos outros. ”( João 13: 34–35 )

  1. Ele se compromete com a fraternidade e a comunidade.

Vamos considerar como nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando de nos reunir, como é o hábito de alguns, mas encorajando-nos uns aos outros, e ainda mais ao ver o Dia se aproximando. ( Hebreus 10: 24-25 )

 

 

 

Vince Miller fundou o ministério de liderança e discipulado masculino Resolute. Produz  podcasts, vídeos e pequenos grupos exclusivamente para homens, e é autor de The Generous Life . Ele mora com sua esposa, Christina, e seus três filhos em St. Paul, Minnesota.

Anúncios

Ética Cristã e Suzano

ética cristã e suzano

 

Sobre o compartilhamento de vídeos e imagens nas redes sociais da tragédia ocorrida em Suzano – SP, acreditamos que devemos nos posicionar contra por diversos motivos, dentre eles:

1- Por Amor a Deus e ao Nosso Próximo (Mateus 22:37-40)

Por causa das vítimas e seus familiares;

2- Para não inspirarmos novos massacres e crimes

Um fator comum em casos como esse de Suzano é que sempre antes de acontecer, os criminosos pesquisam sobre casos passados e como foram feitos.

No caso da cidade de Suzano, os dois assassinos se inspiraram no caso de Columbine (EUA). E existem diversos grupos (Chans) na chamada Deep Web, que exaltam e apoiam esse tipo de crime e atos insanos.

3- Não exaltaremos a ação de homens ímpios e depravados (Provérbios 10:7; Sl 112:6)

Vale a pena lembrarmos e exaltarmos os feitos e o nome de homens bons. Mas os feitos e nome de homens maus não vale a pena recordar e a vida deles não nos servem de inspiração.

Mas são eles mesmos uma causa de vergonha, culpa e desgraça para si e suas famílias.

Pessoal, por esses 3 motivos principais, bem como outros não compartilhamos imagens e vídeos de tragédias/massacres como o ocorrido em Suzano-SP e tantas outras cidades do Brasil e EUA.

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Lições em Filmes: O Menino que descobriu o vento

ydgeuewdowedewdqew

 

Recentemente pude assistir a lançamento recente da Netflix, o Filme O Menino que descobriu o vento. E gostei muito dessa produção, principalmente por ser baseado em fatos reais!

O filme apresenta a história do garoto William Kamkwamba, que desafia a falta de recursos e modifica a vida de sua família e de um vilarejo no Malaui, no continente africano.

No filme, William, hoje com 31 anos, é interpretado por Maxwell Simba, enquanto o papel do pai fica a cargo do próprio Ejiofor, que estreia como diretor neste filme. O personagem real usou sucata e alguns livros de ciências para desenvolver uma turbina eólica que fornecia energia para manter os aparelhos de sua casa. Mais tarde, ele construiu uma bomba de água movida a energia solar que possibilitou o abastecimento de água potável para toda a vila.

A história é baseada em sua autobiografia, lançada em 2014. No livro, conta que sempre gostou de inventar coisas a partir do que era considerado lixo. Ele foi obrigado a deixar a escola depois de uma grave crise da família. Foi nessa época que ele se apegou à biblioteca de sua vila e, com o que aprendia em livros de física, passou a consertar eletrônicos da vizinhança.

A história foi parar nos jornais locais em 2006 e, no ano seguinte, o adolescente se apresentou em uma conferência TED na Tanzânia. Empresários financiaram o ensino médio do rapaz e, depois de ingressar em uma universidade ainda na África, conseguiu outra bolsa nos Estados Unidos, onde se formou em Estudos Ambientais, na prestigiada Universidade de Dartmouth, em 2014.

Trailer

 

 

Mas e ai, que lições podemos aprender com esse filme?

Várias. Principalmente por ser baseado em fatos reais. O que nos proporciona um exemplo real e prático de masculinidade. Mas vamos lá para o que podemos aprender com esse filme que para mim é simplesmente excelente e muito bem produzido pela Netflix.

 

  • As adversidades da vida

Ao assistir esse filme e saber que ele é baseado em fatos reais me traz alegria por saber que não estou assistindo uma simples e repetitiva história clichê de superação ou algo do tipo.

Mas que estamos vendo ou para quem ainda não assistiu, estará vendo uma produção que retrata as adversidades da vida enfrentadas pelo o menino e sua família, bem como pela população do Malauí (África).

E as dificuldades e lutas são diversas, como por exemplo: políticos que não se importam com a população, ter que pagar pra estudar e ter acesso a uma biblioteca, ter um ano de enchetes e um ano de seca e fome, violência urbana generalizada por causa da fome, etc.

Muita gente em nosso Brasil, reclama demais do SUS, das escolas e universidades públicas e demais coisas que graças a Deus temos acesso e direito em nosso país. Porém quando penso na realidade vivida no Malauí e tantos outros países da África, percebo que somos ricos e ingratos. Bem como passamos por tantas adversidades aqui, mas não possuímos a mesma resiliência e perseverança que o william e sua família mostram pra nós.

 

  • O relacionamento de pai e filho

Esse é mais um filme valioso para aprendermos mais sobre a relação entre pai e filho (menino). No filme, vemos a relação de Trywell Kamkwamba e seu filho William que possui vários problemas, mas também aprendizados e alegrias.

Uma das coisas que achei mais interessante foi como a falta de confiança do avô de William afetou a vida negativamente a vida de seu pai. E a forma como seu pai o via e lidava com ele. Por exemplo em inicialmente não acreditar no que o filho desejava fazer para trazer água em meio a seca que assolava o seu país, bem como a dificuldade que william enfrentou para que seu pai trywell confiasse nele e entregasse de uma vez por todas a sua bicicleta (único meio de locomoção que possuía) para poder construir a turbina eólica e a bomba de água para abastecer sua família e vila/aldeia com água potável.

Pais, não permitam que feridas e mágoas passadas afetem e destruam a vida de seus filhos hoje no futuro. Construam um relacionamento de mentoria e amizade com seus filhos e, não de patrão e empregado. Instiguem seus filhos a crescerem, estudarem e se tornarem homens de verdade e melhores do que você foi ou tem sido.

 

 

 

  • O senso de lutar por sua família, comunidade e país

Gostei muito de ver o senso do pai de william, Trywell Kamkwamba em desejar lutar pelo bem de sua família, vila e país. Por se esforçar para convencer o líder de sua aldeia/vila expor o descuido de seu presidente para com o seu país e população, por desejar e ir se envolver em protestos contra as injustiças sociais praticadas contra a população em geral, por desejar que seu filho estudasse e se esforçar para isso, por se esforçar e trabalhar constantemente nas plantações mesmo em meio a tantas adversidades, etc.

Homens, que possamos nos preocupar não somente com nossas famílias. Mas também no bem-estar e qualidade de vida de nosso bairro, cidade, estado e país (Jeremias 29:5-9,11-13). E que possamos nos engajar pessoalmente nisso das mais diversas formas legais e justas que podemos, seja orando, trabalhando, cumprindo com nossos deveres legais, votando, protestando contra as injustiças sociais e a corrupção moral e política, etc.

Não se acovardem de lutar por suas famílias, comunidades/cidades e país!

 

  • O valor da educação

 

Ter que pagar para estudar e ter acesso a biblioteca foi o desafio enfrentado por william e sua família. Mas graças a Deus, ele conseguiu ter acesso a biblioteca e consequentemente ao livro que o ajudaria no processo de salvar sua família e vila.

Como estudante de licenciatura em Matemática, posso dizer que esse filme é excelente em promover o valor da educação, seja ela formal ou informal. Por meio de professores ou de forma autodidata.

Pais, es esforcem para contribuir e cuidar da formação acadêmica de sua esposa e seus filhos. Bem como busque você mesmo estudar, se qualificar e adquirir conhecimento (Veja os incentivos que temos no livro de Provérbios).

 

  • Sobre como devemos usar a ciência e tecnologia

Muito se discute sobre se a ciência e tecnologia tem nos feito bem ou mal. Eu diria que por conta da depravação total de todos os homens usamos a ciência e tecnologia de formas destrutivas, egoístas e limitadas. Mas que mediante a Graça de Deus e em obediência ao mandato cultural (Gênesis 1:26-30) devemos e podemos desenvolver e usar a ciência e a tecnologia para a Glória de Deus e o bem de nosso próximo.

O filme ao retratar essa história e acontecimento real nos mostra isso. Bem como valor de difundirmos a ciência e desenvolvermos novas tecnologias.

“Estou sempre pensando é em como eu posso aplicar o que estou aprendendo aqui para ajudar aqueles em casa”, disse Kamkwamba (Fonte: G1)

 

Esse é um bom filme para ser assistido em família. Bem como ser tema da conversa a mesa com seus filhos ou mesmo amigos e jovens de sua igreja ou círculo de amizade.

 

 

 

Links Complementares

https://g1.globo.com/natureza/blog/amelia-gonzalez/post/2019/03/11/filme-conta-a-historia-do-menino-africano-que-descobriu-o-vento-e-ajuda-a-refletir-sobre-nossas-atitudes.ghtml

https://www.inova.jor.br/2019/03/11/vento-kamkwamba/

 

 

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Ao Meu Amigo e Irmão que trabalha longe de sua família

Iveco_de_vida_real_josemariodias_Dia4_6398

 

Provérbios 27:8

 

Meu amigo e irmão amado, há muito tempo que me preocupo com a sua situação de vida. Me refiro a questão de você trabalhar viajando ou mesmo longe de sua família. Espero que você receba essa carta não como uma mera crítica, mas sim como uma expressão da minha preocupação com você e sua família a quem desejo bem (3 João v.2).

Irmão, conheço um pouco dos desafios de se trabalhar viajando e se estar longe de nossas famílias. Pois por um breve período em minha vida, pude trabalhar por uma empresa da construção civil fora do meu estado.

Sei que trabalhar dessa forma pode até nos proporcionar certas vantagens financeiras, bem como outras, tais como conhecermos novas pessoas, lugares, etc. Assim como vivenciarmos os mais diversos tipos de experiências boas e ruins, já que trabalhar dessa forma é como viver uma aventura a cada partida e retorno para as nossas casas.

Porém, percebo como isso nos afeta também de diversas formas.  E como o saldo negativo mostra-se muito pior a curto, médio e principalmente longo prazo em nossas vidas, não compensando as vantagens financeiras (ou o saldo bancário) que podemos ter por trabalhar viajando.

Ontem no culto e EBD (Escola Bíblica Dominical) de nossa igreja, pude perceber a alegria que sua esposa e filhinha tem por ter você com elas, especialmente nesse dia tão bom e importante para nós – que é o domingo. Ou seja o dia de estarmos na Casa do Senhor, orando, louvando, ouvindo sua Palavra, revendo nossos amigos e irmãos no Senhor, dividindo o pão em diversas ocasiões, etc.

Pra mim foi uma alegria imensa ver você e sua esposa junto conosco na classe de casais durante a EBD, bem como ver você e sua família no acampamento de nossa igreja e saber que daqui a alguns dias estaremos indo celebrar e estar no casamento de nosso jovem irmão D. e sua noiva.

Ao passo que é bom e uma alegria imensa para nós e principalmente sua família, termos você por aqui. É uma tristeza sabermos que você passará muito mais tempo longe de sua esposa, filha, família, igreja e amigos.

Saber que sua esposa ficará longos dias e por vezes semanas e meses longe de seu marido, que ela já poderia ter sido aprovada no exame prático do Detran ao ser ajudada por você na preparação e apoio emocional (você sabe como esse exame é desgastante emocionalmente falando), que não os verei nos diversos encontros e eventos de casais em nossa igreja, que ela vai ler a bíblia sozinha em casa sem a presença do seu marido para lhe ensinar as Escrituras e orar com ela e por ela, etc.

Que de segunda a sexta sua filha vai e volta da escola sem você por perto para estar com ela, ensiná-la na Palavra do Senhor, ajuda-la nas tarefas escolares, passear e se divertir com ela, protege-la dos riscos e perigos que lhe cerca cada vez mais (feminismo, ideologia de gênero, pedofilia, violência urbana, etc), bem como a ausência daquele que depois do Senhor Jesus, deve ser o seu porto seguro e protetor.

Que seus pais já idosos não possuirão durante a maior parte do ano a presença de seu filho por perto, que seu pai vai ficar aguardando por muito tempo pra bater um bom papo, recordar o passado ou mesmo e somente curtir algo que ele gosta junto com você, que sua mãe não terá a companhia do seu filho a mesa para tomar um café da manhã quentinho ou mesmo para abraça-la lhe desejando boa noite e um bom sono. Ou mesmo e infelizmente meu amigo, um de seus pais ou ambos partirem para a Eternidade e não poderem se despedir de você ou você deles.

Que para mim e nossa igreja, faz falta a presença de um homem e servo de Deus que se preocupa com o povo de Deus, que se preocupa e deseja ver o evangelho sendo pregado e ensinado em nossa comunidade/bairro, um cara que é um amigo e gente boa. Cara, homens como você são necessários em nossa igreja para instruir e cuidar dos mais jovens.

 

Meu amigo, por esses e tantos outros motivos eu oro sempre por sua vida e família. Bem como desejo sinceramente que o Senhor Deus lhe conceda uma oportunidade de trabalho aqui em nossa cidade ou estado e, que você possa buscar seriamente isso. Para que acima de tudo, você possa estar com sua família.

 

Nenhum sucesso profissional ou valor financeiro compensa ou vale a pena para estarmos longe de nossas famílias.

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

A Importância da Masculinidade!

masculinidade

 

Estupro, assassinato, guerra – todos eles têm uma coisa em comum: os homens.

Agressão, violência, ambição descontrolada pela consciência – todas as coisas da “masculinidade tóxica”, certo?

E a solução é óbvia: tornar os homens menos tóxicos.

Torne os homens menos masculinos.

Torne os homens mais parecidos com as mulheres.

Mas estou aqui para lhe dizer que esse modo de pensar não é apenas errado, é perigoso.

Aqui está o porquê: quando você tenta tornar os homens mais parecidos com mulheres, você não tem menos “masculinidade tóxica”, você obtém mais.

Por quê? Porque os homens maus não se tornam bons quando deixam de ser homens; eles se tornam bons quando deixam de ser maus. Agressão, violência e ambição desenfreada não podem ser eliminadas da psique masculina; eles só podem ser aproveitados. E quando eles são aproveitados, eles são ferramentas para o bem, não para o mal.

Os mesmos traços masculinos que trazem destruição também derrotam a tirania. Os traços que fomentam a ganância também constroem economias. Os traços que levam os homens a assumir riscos tolos também levam os homens a assumir riscos heróicos.

A resposta à masculinidade tóxica não é menos masculinidade; é melhor masculinidade. E nós sabemos o que isso parece.

É um jovem abrindo a porta para uma garota em seu primeiro encontro. É um pai que trabalha longas horas para sustentar sua família. É um soldado arriscando sua vida para defender seu país.

O crescente problema na sociedade de hoje não é que os homens sejam masculinos demais; é que eles não são masculinos o suficiente. Quando os homens abraçam sua masculinidade de uma maneira saudável e produtiva, eles são líderes, guerreiros e heróis. Quando eles negam sua masculinidade, eles fogem das responsabilidades, deixando a destruição e o desespero em seu rastro.

As conseqüências podem ser vistas em todos os lugares.

Um em cada quatro pais agora vive separado de seus filhos. E as crianças que crescem sem pai são geralmente mais deprimidas do que seus pares que têm mãe e pai. Eles correm um risco muito maior de encarceramento, gravidez na adolescência e pobreza. Setenta e um por cento dos que abandonaram o ensino médio não têm pai.

“De todas as rochas sobre as quais construímos nossas vidas … a família é a mais importante. E somos chamados a reconhecer e honrar o quão crítico todo pai é para essa fundação ”.

Isso foi dito pelo então senador Barack Obama em 2008.

“Se formos honestos com nós mesmos”, continuou ele, “admitiremos que … muitos pais estão ausentes de muitas vidas e muitas casas”.

Por mais que tentemos negar a necessidade da força real e masculina na sociedade, não há como negar sua necessidade. Famílias saudáveis ​​e comunidades fortes dependem da liderança e bravura de bons homens.

No entanto, a tendência atual é a feminização dos jovens na esperança de alcançar alguma noção utópica de igualdade e paz. E isso começa nas primeiras idades. Na sala de aula da escola, os meninos são invariavelmente “o problema”. No playground, jogos agressivos como queimada são banidos há muito tempo. Dizemos aos rapazes que seu desejo intrínseco de competir está errado. Todo mundo recebe um troféu. Não corra o placar. Este tilt anti-masculino continua através do ensino superior e no local de trabalho. Criou milhões de homens hesitantes, mulheres infelizes e meninos e meninas confusos.

Aqui está um segredo que toda mulher sabe: as mulheres querem homens de verdade – homens com quem possam contar e, sim, olhem para cima. Nenhuma quantidade de teoria feminista vai mudar isso. Eu não conheço nenhuma mulher, em qualquer idade, que é atraída por um homem passivo que olha para ela como seu provedor, protetor e líder. Toda mulher que conheço quer um homem forte e responsável. Isso não é uma consequência de uma construção social ou pressão cultural – é inata.

A desvalorização da masculinidade não terminará bem porque os homens passivos e femininos não detêm o mal. Homens passivos não defendem, protegem ou fornecem. Homens passivos não levam. Os homens passivos não fazem as coisas que sempre precisamos que os homens façam para que a sociedade prospere.

Em seu livro, The Abolition of Man , o filósofo social inglês CS Lewis escreve sobre esse problema. Ele descreve a tensão “entre o homem cerebral e o homem visceral”. “Por seu intelecto”, explica Lewis, o homem “é mero espírito e por seu apetite mero animal”.

Nós precisamos de ambos. Tire um, e você é deixado com um homem fraco ou perverso. E num mundo de maldade, homens fracos nada mais são do que facilitadores de homens iníquos.

Estupro, assassinato, guerra – todos eles têm duas coisas em comum: homens maus que praticam o estupro, o assassinato e a guerra; e homens fracos que não os impedirão. Nós precisamos de bons homens que irão.

Não é masculinidade que é tóxica. É a falta disso.

 

 

 

Autora: Allie Stuckey

Tradução: Filipe Paulo Christian

Fonte Original: https://www.prageru.com/video/make-men-masculine-again/

 

Filme Como Flechas

como flechas

 

“Como flechas nas mãos do guerreiro são os filhos nascidos na juventude.”

Salmos 127:4

 

Baseado em histórias verdadeiras de pais reais, Como Flechas demonstra o poder redentor de Cristo para cada família.

Ele se concentra no poder da família para formar a próxima geração quando eles retornam à fé depois que tudo o mais falhou.

Quando a rebelião se infiltra em sua família, Charlie e Alice percebem que seu estilo de criar seus filhos não está funcionando e começam a procurar soluções. Mas será tarde demais? Este primeiro longa-metragem de FamilyLife explora as alegrias e angústias da paternidade.

 

Trailer em espanhol

 

 

Essa história real da família transmite uma visão poderosa para os pais, lembrando-nos que, para cada família, nada é mais importante do que saber que Deus e Sua Palavra estão direcionando nossas vidas. Aqueles que assistem a este filme sairão com a certeza de que nunca é tarde demais para se conectar com o coração de seus filhos.

O filme apresenta os princípios bíblicos de ser pais de uma maneira interessante, emocionante e inspiradora. Ele transmite muita sabedoria, fornece exemplos reais e informações práticas. Ensine, incentive e inspire pais e filhos.

 

Ainda não foi lançado aqui no Brasil. Somente nos EUA que já foi lançado. E em toda a América Latina chegará em Março deste ano.

 

 

Para maiores informações:

http://canzion-films.com/default.aspx

http://comoflechaslapelicula.com/

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

 

 

 

O Coração de um Homem | Um filme que impactou primeiro seus criadores

gpviybouii

 

O Coração de um Homem é um filme produzido no México pela Cancion Filmes e tem a a narração da parábola do Filho Pródigo, mas de uma forma bem diferente. As cenas do filme são interlaçadas com testemunhos impressionantes da vida real e lutas internas como pornografia, traição e quebrantamento pessoal, de acordo com a sinopse do filme.

Segundo o site, Mundo Cristiano, o diretor da Canzion Films, Arturo Allen, conta como nasceu a ideia do filme: “Bem, os cineastras de “O Coração de um Homem” começaram a fazer um documentpario muito famoso nos Estados Unidos, chamado “Rape for Profit”, um documentário que tem a ver com trafico humano. Este documentário recebeu boa critica e recebeu ajuda financeira de Will Smith para este documentário pudesse espalhar. Durante o processo eles perceberam que um dos envolvidos no projeto estava vivendo lutas internas com a pornogradia e decidiu ser honesto com o resto do time. Essa abertura permitiu que os demais da equipe pudesse se abrir também.” conta.

Confira o trailer:


O ator, Justin Torrence, diz que fazer O Coração do Homem foi um grande desafio. pensando em experiências semelhantes às do Filho Pródigo que ele viveu ou de outras pessoas que tiveram alguma experiência parecida.

O Coração de um Homem foi lançado no México dia 26 de Janeiro de 2018 e terá lançamentos no dia 01 de Feveriro na America Central. Existe a possibilidade de ser lançado ainda no Brasil, mas sem data de lançamento previsto.

 

 

Fonte: Site Bando de Quadrados

http://www.bandodequadrados.com/bdqnews/o-corao-de-um-homem-um-filme-que-impactou-primeiro-seus-criadores

 

Promovendo a Masculinidade

edygepd7u29´h

 

 

Conversando recentemente com outros homens no grupo de WhatsApp, que criamos recentemente eu (Filipe – Homens ao Máximo) juntamente com o Efraim (Piedade Masculina), discutíamos sobre o tipo de masculinidade que temos hoje em dia em abundância em nossos lares/famílias, igrejas, ambientes de trabalho, escolas, faculdades, comunidades, círculos sociais e nação.

Como assim? Que tipo de masculinidade é essa? Ou mais precisamente como os homens dos tempos atuais tem vivido suas vidas?

O que temos cada vez mais são homens e rapazes afeminados/efeminados (ou maricas), brutos/explosivos, violentos, machistas, mau caráter, desonestos, corruptos, etc. Bem como há aqueles que promovem o feminismo, defendem a legalização do aborto e das drogas, se curvam diante do terrorismo islâmico, se conformam ao politicamente correto, se calam e são coniventes diante das injustiças sociais, fogem do confronto justo e necessário, assim como tantas outras coisas que envergonham e entristecem a qualquer homem digno e de verdade.

Sobre esse tipo de homens que temos hoje em dia, vale a pena recordar o que o Apóstolo Paulo disse em 2 Timóteo 3:1-5, que isso é um sinal do Fim dos Tempos. E uma clara evidência da depravação total da humanidade que só vem aumentando desde a Queda do Homem (Gênesis 3) até os dias atuais em que vivemos. E ainda mais o será até que o Senhor venha derramar a sua Ira e Fazer Justiça.

Mas em meio a nossa conversa me questionei, bem como lancei algumas perguntas para a reflexão deles, tais como: O que podemos fazer em nossa igreja para promover a verdadeira masculinidade? Como podemos alcançar os homens do nosso ambiente de trabalho com o Evangelho? Como nós homens devemos viver nesta geração? De que maneiras podemos promover a verdadeira masculinidade (bíblica) e combater a falsa e mundana forma de ser homem?

Bem para responder a essas questões resolvi escrever esse texto para oferecer algumas orientações práticas e importantes na promoção da masculinidade verdadeira, aquela que provêm de Cristo Jesus, ou seja, está conforme a Vontade de Deus que é Boa, Perfeita e Agradável (Romanos 12:1-2) e não conforme o sistema deste mundo maligno (1 João 5:19-20) que nos seduz, engana e induz a sermos o tipo de homem que habitará as profundezas do Inferno!

Para promovermos a verdadeira masculinidade, ou seja como nós homens devemos ser e viver, precisamos nos preocupar com zelo e nos envolver pessoalmente e intensamente com:

 

Cuide de sua própria vida primeiramente (1 Timóteo 1:18-20; 4:11-16; 5:23;6:11-16)

Uma das Grandes preocupações e alertas que vejo o apóstolo Paulo dando ao jovem pastor Timóteo foi a respeito do cuidado consigo mesmo e por seu progresso na fé cristã. Para poder melhor servir e cuidar de sua própria família, bem como da Igreja do Senhor Jesus.

Como anda sua vida de maneira geral e nas mais diversas áreas (espiritual, emocional, física, profissional, financeira, familiar, social, etc)? Você tem se tornado um homem melhor a cada dia? Você tem progredido ao longo de sua jornada cristã?

 

 

 

 

A Propagação do Evangelho (Marcos 16:15/Atos 1:8/Mateus 4:18-20)

Se desejamos ver homens de verdade se levantando em nossos lares/famílias, igrejas, trabalho, faculdade/escola, cidade, país e no mundo todo. Devemos antes de tudo, nos preocuparmos e nos envolvermos direta e indiretamente com o cumprimento da Grande Comissão (Mateus 28), ou seja irmos e anunciarmos as Boas Novas de Jesus em todo o tempo, em todo o mundo e a TODAS AS PESSOAS;

 

 

 

Promover o Ensino Bíblico e o Discipulado em nossas Igrejas (Mateus 28:16-20/ Atos 2:42-47/ 2 Timóteo 2:1-2/ Atos 20:25-38)

Na própria Bíblia, podemos ver e saber que diferença faz a vida de homens transformados neste mundo. Bem como o que fez a diferença em suas vidas – foi terem sido alcançados pelo o Evangelho, ensinados pela Palavra e na Palavra de Deus e devidamente discipulados (na teoria e na prática). Temos Homens como Estevão, Barnabé, Cornélio, Filipe (O Evangelista), Paulo e Timóteo, dentre tantos outros.

Homens que não se importam em promover o ensino das Escrituras Sagradas, bem como do discipulado em suas famílias e igrejas, serão homens fracassados em cumprir a Missão de Deus neste mundo. Bem como em aprenderem a como serem Homens de Verdade.

Promova o ensino bíblico em seu lar, em sua igreja, zele pela participação de sua esposa, filhos e amigos na EBD e cultos da Igreja, participe do discipulado ou classe de homens em sua igreja, estimule sua família e demais homens de sua igreja a sempre participarem também, sempre norteie suas conversas para a Palavra e de acordo com a Palavra de Deus, etc;

 

 

 

Promova ativamente e pessoalmente o Zelo por Sua Família e a Igreja de Cristo (João 2:17/ Salmos 69:9/ 1 Tm 5:4,8,16/ 2 Coríntios 12:15/ Atos 20:13-38)

Mais do que nunca nossas famílias e a Igreja de Cristo, precisam que os homens se levantem e sejam homens. Bem como nossos filhos e nossos irmãos em Cristo (meninos, rapazes e demais homens e suas famílias) necessitam disso, pois estamos sendo atacados por todos os lados e de diversas formas!

O Inimigo de nossas almas e seus demônios tem promovido cada vez mais uma série de ataques generalizados e bem orquestrados contra nossas famílias e igrejas. Desde mensagens sutis e destrutivas por meio de músicas e séries até a “legalização” do pecado (ou seja perverter as leis humanas favorecendo tudo o que é pecado – homossexualismo, aborto, vício e uso de drogas, prostituição, pedofilia, imoralidade sexual, etc).

Cuide de sua Família e Zele pela a Igreja de Cristo (por sua família em Cristo)!

 

 

Se importe com os Homens ESPECIFICAMENTE! ( Gênesis 3/ 1 Reis 2:1-2/ Mateus 4:18-22; 9:35-38/ Lucas 6:12-16/ 2 Timóteo 2:1-2)

E por último, bem como muito importante, se importe e aja em favor dos homens (sexo masculino) de forma intencional, especifica e bíblica.

Mas por que fazer isso? Como diria o pastor Larry Titus (Teleios: O Homem Completo): “Os Homens são O Problema; Os Homens são a Solução”. De maneira geral, todos os problemas existentes no mundo foram causados e surgem justamente através ou por causa de nós homens. Até mesmo Pecado entrou no nosso mundo devido a desobediência e omissão de Adão – O Primeiro Homem (Gênesis 1-3 e toda a Carta de Romanos).

Se preocupar e investir tempo e recursos na vida dos homens vai além de somente amarmos o nosso próximo, passa a se estender as suas famílias/lares, igrejas, trabalho, faculdade/escola, bairro, cidade, nação e o mundo todo.

Promova a realização de um discipulado de homens e para homens em sua igreja, invista em amizade com outros homens, ore e interceda pela a vida dos homens de sua família/igreja e país, leia livros sobre masculinidade, presenteie seus amigos com livros para homens, aprenda e ensine o que a as Escrituras Sagradas revelam sobre Ser um Homem de Verdade, etc.

 

 

 

Bem meus irmãos e amigos, se quisermos promover a verdadeira masculinidade, que é conforme a Palavra de Deus, devemos e precisamos nos preocupar em promover essas cinco iniciativas para então vermos e estarmos com homens de verdade, homens que são homens no pleno sentido da palavra, homens que amam ao Senhor Deus, suas famílias, igrejas e País.

Mais do que nunca precisamos nos preocupar em promover a masculinidade bíblica por meio de nossas vidas, trabalho, redes sociais, etc.

 

 

Link Recomendado:

https://www.jovemreformado.com.br/category/masculinidade-biblica/

 

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

É pecado usar Barba?

download

 

Texto-Bíblico: Salmos 133

 

Resolvi escrever sobre esse tema, devido a me deparar com algumas questões lamentáveis em meu estado, onde tem igrejas (em sua maioria ou totalidade do meio pentecostal) que proíbem seus membros (homens e rapazes) de usarem barba.

Em meio aos absurdos relacionados a essa proibição estão:

– Proibir ou impedir os membros de entrar e servir no ministério pastoral, diaconal, de louvor, etc;

– Impedir o membro que tem barba de se batizar;

– Criticam e ficam dando indiretas aos homens que usam barba;

– Distorcem o que a Bíblia diz, por exemplo na situação em que José se apresenta ao Faraó (Gênesis 41), bem como desconhecem ou ignoram o que TODA A BÍBLIA tem a dizer sobre o assunto;

Bem como fazem e cometem outros absurdos seja proibindo os homens e rapazes de usarem barba. Ou mesmo criticando e colocando de lado aqueles que a usam.

 

Alguns podem alegar meramente que isso é apenas mais um dos chamados “Usos e Costumes” das igrejas em questão. Porém, mesmo que seja ou não, os abusos e absurdos são cometidos constantemente. O que me leva a pergunta: É PECADO USAR A BARBA? Que problema há em eu usar e deixar minha barba crescer? No que se refere a vida e prática cristã devemos ficar com a Bíblia ou com os usos e costumes dos homens (Legalismo, Tradições)?

 

Antes de refletirmos a respeito desse assunto de acordo com as Escrituras Sagradas, quero deixar uma observação importante: Se o seu trabalho lhe proibi de usar/ter barba, então tenha bom senso. Por exemplo: Forças Armadas, Hospitais, etc.

 

Nos Voltemos então para a bíblia agora, o que ela diz a respeito de usar barba?

Ao Longo de TODA A BÍBLIA, encontraremos diversas referências que abordam a questão da barba, como por exemplo: Salmos 133; levítico 19:27-28; 1 Samuel 10:4-5; etc.

 

Irmãos, os filhos de Israel usavam barba (Lv. 12: 29) e (Lv. 19: 27); Arão, homem escolhido para sacerdote (Ex. 28:1) usava barba; (Sl. 133: 2) Também o profeta Ezequiel usou barba. (Ez. 5:1) Contudo nenhum destes homens sofreu algum tipo de repreensão da parte do Senhor.  Também Jesus Cristo e seus discípulos nada comentaram a este respeito. Portanto, a doutrina é de homens que não conhecem a Deus.

Diante do que a Palavra de Deus registra e mostra é evidente que usar a barba não é pecado. Nem algo errado, mas natural e que vemos ser valorizado, bem como bastante destacado em diversas partes das Escrituras Sagradas.

O que nos resta a dizer sobre o assunto?

Que nada mais são do que mero preceito e costume de homens que para nada servem. E que conforme Colossenses 2:20-23, devem ser rejeitados e desprezados. Pois estabelece um jugo na vida dos irmãos que a Bíblia não ordena. Antes todo homem é livre para deixar sua barba crescer ou se quiser raspá-la.

A Bíblia e SOMENTE ELA é Nossa Regra de Fé e Prática! E não os usos e costumes legalistas criados pelos homens.

A Barba é um distintivo exclusivo de nós homens e que expressa honra, dignidade e masculinidade. A barba é uma marca objetiva e clara que nos distingue das mulheres. Um homem com barba nunca poderá ser confundido com uma mulher.

 

Links Complementares:

https://evangelhodorei.wordpress.com/a-proibicao-do-uso-da-barba-na-igreja/

https://www.respondi.com.br/2017/07/cristao-nao-pode-usar-barba.html

https://www.espada.eti.br/barba.asp

https://www.youtube.com/watch?v=ZgTBDH1jOK8

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Lições em Filmes: Rocky 2 – A Revanche

Rocky-II-2

Filipenses 4:8/1 Tessalonicenses 5:21

Gosto muito da franquia de filmes Rocky Balboa por diversos motivos. Dentre eles por serem filmes que exemplificam, ainda que de maneira imperfeita, como homens de verdade devem se portar e viver. São filmes que falam sobre Masculinidade – o que é ser homem.

Por isso recomendo que assistam com seus filhos, amigos, familiares, etc. Mesmo sendo filmes antigos, são produções necessárias de serem vistas e revistas nos dias atuais, onde a masculinidade tem sido tão deturpada, distorcida e atacada pelo o ativismo lgbt, feminismo, mídia esquerdopata, etc.

Bem como uma geração sem a presença paterna e masculina em suas vidas precisa ver exemplos da verdadeira hombridade. Ainda que seja por meio de filmes, séries, histórias em quadrinhos, livros, etc. Nesse quesito temos: Jean Luc-Picard (Star Trek TNG), Capitão América (Marvel), Batman (DC Comics), Sherlock Holmes e Dr. Watson (Literatura Inglesa), Sr. Miyagi (Filmes Karate Kid), Wolf (Star Trek TNG), dentre vários outros.

Existem sempre lições incríveis que podemos ensinar e aprender por meio da contação de histórias e boas histórias como as contadas nessa franquia que mesmo sem grandes efeitos especiais, cenários incríveis, cenas de sexo e uso de drogas, fez tanto sucesso ao ponto de influenciar poderosamente a vida de milhares de pessoas.

 

Dentre as várias lições que aprendo e vejo especificamente em Rocky 2, quero destacar as seguintes:

 

 

 

– Desemprego e Vocação

Durante boa parte do filme Rocky 2: A Revanche, vemos rocky buscando um novo trabalho, porém devido a algumas limitações pessoais dele, como por exemplo falta de uma boa qualificação profissional, bem como desenvoltura para ler e atuar em comerciais, ele perde várias oportunidades de emprego e renda.

E mesmo ao encontrar um emprego, ele se vê diante de uma realidade comum na vida dos homens de nosso país, serem demitidos por corte de custos ou redução de pessoal. Mas em meio a tudo isso, vemos diversas coisas internas e externas de sua vida lhe apontando uma direção, ou seja, sua real vocação – ser um lutador!

Inclusive numa conversa entre ele e sua esposa, ele finalmente resolve abraçar e seguir a sua vocação ao reconhecer que foi para isso que ele nasceu e no qual é excelente.

 

– Casamento e Família

É incrível como os filmes e demais produções audiovisuais modernas tem depreciado e denegrido o casamento, bem como banalizado o sexo e a vida intrauterina, assim como a própria mulher.

Assistir Rocky 2: A Revanche é ter a certeza de um filme que enaltece o casamento e o zelo que todo homem de verdade deve ter pela sua esposa e família. Nesse filmes vemos um personagem imaginário, mas um homem real.

Vemos um homem nada qualificado profissionalmente, nem muito menos bonito kkkk, com falhas ou defeitos de personalidade. Porém um homem de verdade que toma a iniciativa para se casar com sua mulher, que se preocupa em lhe prover o que ela precisa, que se faz presente na saúde e na doença, que ora/reza pela o bem estar de sua esposa, que luta por sua família e reconhece a sua feminilidade e importância em sua vida. Bem como por ela é incentivado a ser um homem e cujo apoio/incentivo fazem toda a diferença na vida dele dentro e fora de casa.

 

– Fé Cristã

Dentre todos os pontos incríveis dessa franquia e personagem, em Rocky 2, vemos um homem que reconhece a soberania e ação de Deus em sua vida e mundo. E como vemos ou quando vemos isso?

Ao orar pela recuperação de sua esposa, ao ir e estar numa capela orando, ao buscar a bênção de Deus para a sua vida e trabalho (antes de ir lutar ele vai a igreja), ao vencer seu oponente ele rende seu maior agradecimento para Deus, etc.

Como disse certa vez o famoso ator, empresário e lutador Chuck Norris: “Homens de Verdade vivem para Cristo”.

Podemos ver em Rocky, um homem que reconhece que foi criado por Deus e para Deus. E que nele busca sabedoria e forças para viver e enfrentar os desafios da vida.

 

 

– Desafios

Em certo momento do filme, enquanto Rocky pondera se deve ou não aceitar o desafio feito por apolo creed, seu treinador Mickey lhe diz: “Onde está a sua CORAGEM?”

Por meio da vida de rocky aprendemos que todo homem enfrenta ou enfretará inúmeros desafios que servirão para formar e aperfeiçoar o seu caráter. E que não devemos fugir de desafios e problemas, mas antes dependermos de Deus, contarmos com a ajuda e apoio de nossas famílias e a maturidade/experiência de homens melhores do que nós para podermos saber como lidar, vencer e crescer por meio de cada luta que tivermos pela frente.

Rocky estava pronto para lutar e encarar de frente seus desafios como um homem de verdade deve fazer. Mesmo sabendo que poderia perder e apanhar, ele não retrocedeu, mas foi lá e lutou.

E lutando, ele pode prover e servir sua família, ser uma inspiração para tantos e tantos homens e garotos, ser um exemplo para as futuras gerações, etc.

 

 

 

– Masculinidade

 

Durante este filme, você poderá ver uma conversa interessante entre rocky e sua esposa Adrian Pennino em que ele lhe diz: “Eu, nunca lhe pedi para deixar de ser mulher. Então, por favor, por favor, não me peça para deixar de ser homem”.

Assistir a franquia de filmes Rocky Balboa é aprender lições importantes sobre o que realmente é ser um homem de verdade. Ou seja lições de hombridade/masculinidade. Se você tem filhos, assista com eles. Se ainda não tem filhos, assista com seus familiares e amigos. Recomende para os homens de sua igreja, para seus colegas de trabalho ou faculdade, etc.

São filmes que merecem ser revistos pelos os antigos fãs e vistos pelas novas gerações de homens e meninos. Homens estes que tem sido tão atacados de todos os lados por péssimos exemplos de masculinidade (criminosos, pedófilos, estupradores, terroristas, covardes, etc), bem como pelo o ativismo LGBT, Feminismo, Pornografia, Ideologia de Gênero (Teoria Queer), etc.

 

 

 

 

Temos muito a aprender por meio de histórias e personagens como Rocky Balboa, Apolo Creed, Mickey, etc.

Inclusive, recomendo também as novas produções inspiradas em Rocky, os filmes Creed: Nascido para Lutar e Creed 2, que foi lançado no dia 24 de janeiro deste ano.

 

Fica a dica e as lições.

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Nossa Visão – Levar todos os homens a alcançar seu máximo em Cristo Jesus. Até chegarmos a estatura do varão perfeito, que é o Nosso Senhor e Salvador Jesus!

%d blogueiros gostam disto: