Por que aprender e estudar teologia é importante?

2 Timóteo 3:14-17

Particularmente, defendo que todo homem cristão (e claro, as mulheres também) devem estudar e aprender teologia, seja de maneira formal indo para um seminário ou mesmo informal – lendo livros, fazendo pequenos cursos, assistindo aulas, etc.

Estudar e aprender teologia envolve diretamente buscarmos conhecer aquele que é a fonte de todo conhecimento e tesouro do saber – Deus!

Abaixo, destaco alguns motivos importantes para lhe motivar a começar hoje a estudar e aprender mais e mais sobre teologia bíblica.

1. Conhecer a Deus
2. Conhecer e entender melhor a Sua Palavra
3. Para Combatermos Toda e Qualquer forma de mentira é preciso conhecermos a Verdade
4. Para Vivermos de maneira sábia e correta
5. Para melhor educar nossos filhos. E consequentemente, formarmos famílias melhores, bem estruturadas e tementes a Deus.

6. Para entendermos a nós mesmos

7. Para termos uma cosmovisão clara, objetiva e verdadeira sobre todas as coisas

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Anúncios

Lições em Filmes: UnPlanned (Não-Planejado)

 

unplanned2_hdv

 

Voltando as postagens do Lições em Filmes, desta vez trago alguns spoilers e lições de um filme muito bom e que nem sequer ainda foi lançado em nosso país. E acredito que vá demorar um pouco por ser um filme conservador e pró-vida.

 

Mas espero que chegue logo aqui em nosso país e em toda a américa latina. Pois dentre outras coisas é um filme baseado em fatos reais, mais precisamente na vida e trabalho de abby Johnson, ex-diretora de uma clínica da Planned Parenthood (famosa empresa abortista) e atualmente uma destacada ativista pró-vida.

Ela auxiliou no aborto de mais de 22 mil mulheres no tempo em que trabalhou na clínica. Em 2008, foi a colaboradora do ano da Planned Parenthood, onde trabalhou durante 8 anos. Johnson até mesmo realizou um aborto por medicação antes de se tornar pró-vida.

 

Sinopse

Abby Johnson (Ashley Bratcher) é a diretora mais jovem de uma clínica de Planned Parenthood e uma representante apaixonada do direito de uma mulher sobre suas escolhas reprodutivas. Porém, quando ela é chamada para dar assistência ao aborto de uma gestação de 13 semanas, o que ela vê a muda para sempre e ela se torna uma ativista pró-vida.

 

Data de lançamento em breve (1h 46min)

Direção: Cary SolomonChuck Konzelman

Elenco: Ashley BratcherBrooks RyanRobia Scott mais

Gêneros DramaBiografia

Nacionalidade EUA

Ano: 2019

 

Trailer do Filme

 

 

 

São muitas as lições e observações que fiz ao assistir a este filme, assim como faço nos demais. Porém neste caso, com especial atenção visto que recentemente eu e minha esposa descobrimos que estamos a espera de um bebê que se forma e cresce no ventre de minha amada.

Se antes eu era pró-vida, agora passo a ser ainda mais. E ao ver a alegria de minha sobrinha em saber que minha esposa está grávida, bem como toda a família. Passei a perceber que precisamos recuperar essa alegria contagiante de uma criança que vibra pela chegada de outras crianças e bebês.

Enfim, vamos as lições e observações feitas sobre o filme UnPlanned (Não-Planejado):

 

  • A Bíblia e a Ciência: Neste filme, vejo mais uma vez sendo reforçado o que todos sabemos, porém muitas pessoas, empresas e grupos abortistas buscam ignorar – que a vida começa na concepção (Salmos 139/Jó 10:8-12);
  • Biografia/Vida Real: Este é um filme que tem muito a nos ensinar por ser um filme baseado em fatos reais. E que nos mostra a vida de uma mulher que cometeu inúmeros pecados e erros em sua vida, mas que pela graça de Deus encontrou redenção e perdão;
  • Mentiras que são contadas e repetidas: A maior conclusão a que Abby Johnson chegou e nós chegamos ao nos deparar com a verdade sobre a dignidade da vida humana, bem como a verdade por trás de grupos e empresas abortistas é que a chamada defesa pelo “o direito reprodutivo” das mulheres se baseia em mentiras que são contadas por diversos meios e constantemente repetidas;
  • Quem de fato sai ganhando com a legalização do aborto? Seja por meio desse relato biográfico ou por outros meios, iremos facilmente constatar que quem sai “ganhando” com a realização de abortos nunca serão as mulheres e nossas famílias. Mas sim empresas como a Planned Parenthood e grupos feministas, em detrimento e para a desgraça das próprias mulheres e suas famílias;
  • Carreira versus Maternidade? No filme, vemos a questão carreira versus família ser levantada quando abby fica grávida e passa a se questionar sobre como sua gravidez vai afetar seu trabalho.

 

Seja em empresas abortistas ou não, infelizmente hoje em dia há uma mentalidade maligna e desumana de menosprezar ou mesmo descartar ou escantear (colocar de lado/pra fora) mulheres que se tornam mães.

E tal mentalidade e postura deve ser combatida e detestada seja por empresários ou colegas cristãos que no seu ambiente de trabalho possui ou possuirá invariavelmente mulheres que serão ou são mães. Sermos Pró-vida também envolve defendermos e ajudarmos as mulheres e mães que trabalham conosco.

  • Carreira versus Fé Cristã: Por diversas vezes é visto abby sendo criticada e questionada sobre a moralidade de seu trabalho/profissão. Ela ignora a todos, inclusive seus pais e marido.

 

Pois prefere manter a posição conquistada, bem como seus privilégios. Mesmo em detrimento de tantas vidas humanas destruídas e assassinadas.

E vemos que mesmo após frequentar uma igreja cristã, ela continuava a seguir em seu trabalho. Bem como tinha diversas colegas que se denominavam “cristãs”, porém trabalhavam num local totalmente contrário a fé cristã;

 

 

  • Fé Cristã, Aborto e a Causa Pró-Vida: Por meio desse curto relato da vida de Abby Johnson vemos uma lamentável realidade tanto nos EUA, quanto no Brasil e diversos países. Em que vemos pessoas que se nomeiam “cristãs” e até mesmo frequentam uma igreja com suas famílias, porém vivem uma vida totalmente contrária ao que a Bíblia nos orienta a viver e crer. Todo Homem ou Mulher realmente Cristãos, serão naturalmente Pró-Vida;

 

 

 

  • Irresponsabilidade e Omissão Masculina: Lamentavelmente, quando falamos sobre aborto e as mulheres. Iremos invariavelmente nos deparar com uma das causas da realização de tantos abortos e mortes de mulheres que é a irresponsabilidade dos pais para com suas filhas e filhos, bem como a omissão de homens e rapazes imbecis para com suas namoradas, noivas e esposas (ou ficantes, amantes, etc) ao engravidarem elas e logo depois as desprezar, abandonar ou mesmo incentivar que abortem o bebê em seus ventres;

 

 

  • Causas e Soluções: Em todo debate público sobre a questão do aborto, nunca vemos a questão da imoralidade/promiscuidade sexual ser levantada, sendo que esta é a principal causa de tanta gravidez “não-planejada ou desejada”, bem como da posterior decisão pela realização de um aborto.

 

E no filme, vemos esse ponto importante ser levantado, bem como soluções preventivas e “corretivas” muito melhores do que o aborto, tais como a valorização e importância da castidade/pureza sexual, entregar os bebês para a adoção, oferta de ajuda psicológica e de emprego para mulheres gestantes, etc;

 

  • Tirania Feminista e o Aborto: A omissão masculina é uma desgraça e pecado imenso. Porém tão destrutivo quanto, temos do outro lado a tirania feminista por parte de mulheres e grupos que parecem almejar com afinco e forte anseio a realização de abortos.

 

Inclusive vale destacar que a Planned Parenthood foi fundada e criada por Margaret Higgins Sanger, feminista e além de defender a realização do aborto, também defendia a eugenia. O que me lembra o exemplo da rainha Jezabel de quão maligna pode se tornar uma mulher com poder financeiro e político;

 

 

  • Diminuir abortos ou Multiplicá-los? Eis o falso discurso proferido por quem defende o aborto. Na real, só querem centralizar tudo num lugar só e lucrar com a desgraça e ruína alheia. Em breve veremos a recompensa de quem tanto lucrou ao custo de vidas inocentes e mães destruídas;

 

  • Metanóia/Arrependimento

Esse filme não é somente para mostrar os bastidores de uma grande empresa que lucra e ganha muito dinheiro em troca de vidas inocentes e indefesas. Mas também retrata o início de uma mudança de mente e arrependimento por parte de uma mulher que abortou e apoiou a realização de inúmeros abortos.

 

Sim, existe redenção e perdão em Deus. Somente em Jesus Cristo, uma mulher ou qualquer outra pessoa que outrora foi conivente ou participante da realização de abortos, pode vir a encontrar perdão, mudança de mentalidade/cosmovisão e novidade de vida (2 Coríntios 5:17).

 

  • Oração e o Mundo em que vivemos

Orar vale sempre a pena. Ainda que não tenhamos nossa resposta em vida, veremos os frutos de estarmos constantemente diante de Deus. Na cinebiografia é possível vermos a questão da importância da oração ser falada e demonstrada pela metanóia (mudança de mente) e arrependimento de Abby Johnson.

 

Sempre devemos levar nosso clamor ao Senhor, seja por coisas pequenas ou por coisas grandes.

 

 

 

 

  • Como podemos cuidar e ajudar as mulheres?

 

Por último nos fica essa pergunta a respeito de nossas responsabilidades como homens, pais, maridos, filhos, amigos, colegas de trabalho/faculdade/escola, vizinhos, etc.

Diante do que vi nesse filme, não posso fugir do que nos é pertinente como homens cristãos:

– Como temos lidado com as mulheres que fazem parte de nossas vidas? Sejam parentes, amigas, colegas, vizinhas ou desconhecidas?

– Qual tem sido nossa reação e atitude ao saber que uma filha, irmã, amiga ou colega acabou engravidando após uma relação sexual irresponsável e fora do contexto seguro do casamento? Desprezamos ou buscando alcança-la com a Graça do Evangelho de Jesus?

– Por que pouco ou nada nos importa a questão da vida de bebês, crianças e jovens?

 

Essas são algumas questões para a nossa reflexão e motivos de intercessão pelas mulheres e famílias de nosso país e do mundo todo. Mas permita-me apresentar algumas sugestões para juntos combatermos a prática do aborto e o lobby abortista:

– Orar e Interceder constantemente pela a vida de todos os envolvidos (vítimas, algozes/criminosos, homens omissos, pais irresponsáveis, etc);

– Pregarmos o Evangelho em todo o mundo. O Evangelho de Jesus é meio pelo o qual veremos homens e mulheres sendo salvos e transformados, bem como famílias desfrutando das muitas bênçãos de se crer e viver de acordo com a Palavra de Deus;

– Criar e educar nossos filhos de acordo com a Palavra de Deus;

– Ensinar aos nossos meninos e rapazes a serem homens responsáveis e íntegros. E nossas meninas e moças a serem mulheres sérias, sensatas e sábias;

– Não abandonar nossas mulheres e garotas em meio as suas necessidades e preocupações. Mas a socorrê-las e dar-lhes o devido suporte de acordo com nossas possibilidades (1 João3-4);

– Instigarmos e ajudar outros homens a serem de fato homens/machos! Onde há um homem que se comporta e vive como um homem de verdade, a idéia do diabo passa longe!

 

 

Por fim, recomendo que oremos para que este excelente filme chegue logo em nosso país. Bem como seja instrumento de Deus para conduzir homens e mulheres a uma verdadeira metanóia e novidade de vida em Cristo Jesus (Romanos 12:1-2)!

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

 

 

Links Úteis

https://www.gospelprime.com.br/historia-de-mulher-que-promoveu-mais-de-22-mil-abortos-vira-filme/

https://www.gazetadopovo.com.br/ideias/novo-filme-pro-vida-e-classificado-como-improprio-para-menores/

https://cinepop.com.br/unplanned-filme-pro-vida-e-banido-dos-cinemas-canadenses-212283

O que é um Clube do Livro?

Fala galera, hoje vim trazer uma dica de como podemos promover o ensino e vivência da masculinidade bíblica.

Que é formando clubes de leitura. Existem diversos bons livros sobre esse assunto que tanto tratamos por aqui, quanto outros temas correlacionados.

Mas o que é um clube do livro ou clube de leitura?

Um clube do livro, também conhecido como clube de leitura, é um clube social onde pessoas normalmente se encontram para discutir sobre um livro que acabaram de ler, expressando suas opiniões, críticas, etc. Comumente, membros de clubes do livro encontram-se em suas casas, em livrarias, pubs, cafés, restaurantes, etc. Há também clubes do livro online.

Em nosso blog existem diversas dicas de livros. E também no instagra.

Formar um clube do livro é uma boa forma de reunir os amigos para aprenderem juntos, fortalecerem a amizade, melhorar seu vocabulário, abençoar nossas famílias, etc.

Podemos ver um pouco disso no filme biográfico “Tolkien”. Já assistiram?

Fica a Dica! Formem clubes do livro em suas casas, faculdades, trabalho, igrejas, etc.

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

#clubedolivro #confraria #tolkien #livros #dicadelivros #clubedeleitura

Masculinidade Bíblica e o Movimento MGTOW

Efésios 4:11-16

MGTOW (Sigla do inglês para Men Going Their Own Way, em português Homens seguindo seu próprio caminho) é uma comunidade online ou movimento anti-feminista, que defende que os homens se separem da sociedade e particularmente evitam o casamento heterossexual e a coabitação. O MGTOW “… prometeu ficar longe das mulheres, parar de namorar e não ter filhos”.

Quando paramos pra analisar todo o movimento MGTOW pela Palavra de Deus, nos deparamos com valores e idéias totalmente contrárias a Bíblia.

Temos como exemplo, as seguintes idéias defendidas por tal movimento:

– Uma solteirice com motivações narcisistas e egoístas. Eles defendem a prática de uma solteirice/celibato imensamente contrário aquele defendido e ensinado pelas as Escrituras Sagradas;

– A maneira errada de combater o movimento feminista. Ao invés de combaterem o feminismo como homens adultos e maduros, eles combatem como criancinhas mimadas e birrentas;

– A defesa por uma postura e comportamento imbecil/tolo/louco no trato com o sexo oposto (as mulheres). Ao olharmos para a vida do nosso Senhor Jesus, vemos a maneira como um homem de verdade trata as mulheres.

Os adeptos do MGTOW ao agirem como agem com as mulheres. Acabam por se tornarem ridículos e patéticos.

Irmãos, posso dizer com toda a certeza que no que se refere a lidar com o movimento MGTOW.

Ou somos homens cristãos (machos de verdade) ou somos uns patetas/idiotas.

Solteiros Cristãos, vocês não precisam do MGTOW para serem HOMENS. Vocês precisam seguir e imitar a Jesus Cristo, que é o Perfeito e Completo Modelo para todos os homens, sejam eles solteiros ou casados.

No movimento MGTOW, vocês só encontrarão um espantalho/remendo velho e imundo travestido de masculinidade (falsa masculinidade).

Em Jesus Cristo, encontramos tudo o que precisamos para sermos Homens Melhores a cada dia. Bem como Nele temos o perfeito exemplo de como nós homens devemos lidar com as mulheres que nos cercam e fazem parte de nossas vidas (mães, irmãs, esposas, tias, primas, amigas, colegas de trabalho/faculdade, etc).

Esse texto se direciona aos cristãos solteiros que simpatizam ou mesmo são adeptos do movimento MGTOW.

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Abortistas, Não são cristãos!

1533659021_964914_1533709462_noticia_fotograma

 

Chegamos numa época maligna onde muitos se dizem ‘cristãos’, porém quando observamos suas vidas e posicionamentos a luz da Bíblia, percebemos que os mesmos nem sequer podem ser chamados de crentes ou mesmo religiosos.

Cada dia que se passa mais e mais percebo é nítido que este mundo jaz no maligno (1 João 5:19) e segue um rumo/direção contrária a Palavra de Deus.

E nessa onda maligna que tem assolado inúmeros países, muitos que se dizem cristãos estão seguindo o mesmo rumo e direção que o mundo. Eles possuem uma vida e posicionamentos alinhados com o mundo, o que me faz recordar do que é dito em Tiago 4:4:

“Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus.”

 

Quem se alinha com o mundo constitui-se inimigo de Deus e desobediente a sua Palavra. Infelizmente, muitos ousam se dizer cristãos, mesmo diante de tão clara e direta objeção da Palavra de Deus sobre a questão do aborto e de quem tal ato apoia ou realiza.

Irmãos, não podemos e não devemos viver em confusão diante de um tempo e geração que almeja relativizar tudo o que a Palavra de Deus ensina e orienta de forma tão clara e objetiva.

A Bíblia é clara em afirmar que a Vida Humana começa no momento da concepção (Salmos 139), é cheia de valor e dignidade pois é Obra de Deus (Gênesis 1-2), Todo assassinato e aborto será vingado pelo o Próprio Deus (Gênesis 9:4-6) e o desejo do Senhor que sejamos férteis e formemos famílias é CLARO EM SUA PALAVRA (Gênesis 1:27-28; 9:1-7; Jeremias 29:4-9).

 

Diante do que Nosso Deus diz e estabelece em sua Palavra, não podemos pensar que podemos adorá-lo e amá-lo ao mesmo tempo em que odiamos e assassinamos bebês e crianças. E mesmo você que somente se posiciona favorável ao aborto está em desobediência clara e explicita ao que a Bíblia ensina.

 

Vejo também que os ditos “cristãos” abortistas, não somente são favoráveis a legalização e descriminalização do aborto, mas também se posicionam favoráveis a tantos outros assuntos e questões cujo posicionamento bíblico é bastante claro, objetivo e direto.

 

Aqui em nosso país, existe até mesmo um movimento diabólico chamado “Frente Evangélica pela Legalização do Aborto”, bem como o “Católicas pelo o Direito de Decidir”. Que fique bem claro que ambos os movimentos não expressam o que a Bíblia expressa e afirma claramente sobre a vida humana (desde a concepção até sua morte).

 

O posicionamento de todo homem e mulher realmente e de fato Cristãos sempre deve ser o mesmo do próprio Deus conforme Deuteronômio 30:19:

“Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam”

 

Pois caso contrário, você pode ser TUDO, MENOS CRISTÃO.

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

 

Links Úteis

https://www.gospelprime.com.br/globo-promove-grupo-de-evangelicas-favoraveis-ao-aborto/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cat%C3%B3licas_pelo_Direito_de_Decidir#Nota_da_CNBB

http://www.cnbb.org.br/nota-da-cnbb-sobre-as-catolicas-pelo-direito-de-decidir/

 

Qual deve ser a postura cristã diante de empresas, grupos e movimentos abortistas?

netflix_disney

 

Conforme prometido estarei dando prosseguimento ao texto em que listei diversas empresas, grupos, partidos políticos brasileiros e ongs que são favoráveis a legalização/descriminalização do aborto.

Nessa segunda parte, quero abordar ou tratar sobre quais devem ser as atitudes ou ações que nós homens cristãos devemos ter diante desse “gigante” de nosso tempo – O LOBBY ABORTISTA!

Irmãos, antes de tudo gostaria de reiterar ou reforçar dois pontos importantes:

Primeiro – A Bíblia é BEM CLARA sobre o que Deus pensa e diz sobre a dignidade da vida humana (Salmos 139/Isaías 46:3-4, etc). Portanto, todo verdadeiro cristão é um PRÓ-VIDA. Se você pensa o contrário, ou você continua sendo um filho do diabo (visto que ele ama distorcer a Palavra de Deus e odeia crianças) ou ainda não conhece o que a Bíblia diz sobre o assunto e questões correlacionadas.

Portanto, estudem o que a Bíblia diz sobre o aborto, infanticídio, sacrifícios humanos, crianças, família, etc. E se amoldem a Vontade de Deus e, não ao que o mundo diz e faz (Romanos 12:1-2).

Segundo – A Omissão Cristã diante do Lobby Abortista é PECADO (Salmos 139/ Provérbios 31:8-9/ Provérbios 24:11-12). Essa omissão vergonhosa se manifesta de diferentes formas, dentre elas, uma que é muito comum: “Vamos orar”, e ficam somente nesse discurso de vamos orar, mas nada fazem a respeito. Bem como se omitem de pregar sobre o assunto, bem como as questões correlacionadas a isso também (abandono parental, adoção de crianças e adolescentes, violência doméstica, etc).

Irmãos, devemos e podemos orar sobre essa questão como irei tratar mais adiante. Porém devemos também lembrar de ações de nossa parte que são também importantes. Infelizmente, vejo que católicos, espíritas e vários outros grupos estão mais engajados em combater o lobby abortista e fazer algo em favor das mães e crianças do que nós que declaramos seguir e servir a Cristo, celebramos a Reforma Protestante e dizemos que amamos a Bíblia.

Que Fé Cristã é essa que temos? De nos calar diante do mal?!

 

Dito isso, quero prosseguir para o que nós homens cristãos (e também as mulheres) devemos fazer. Vamos lá?

Primeira Ação (e a Mais Importante) – Oração, Intercessão e Súplicas

De Gênesis até Apocalipse, vemos a importância que as Escrituras Sagradas dão a esse importante meio de Graça, mas que também é uma arma nessa guerra espiritual.

Vale lembrar que não são somente a vida de bebês que estão em perigo, mas também de toda a humanidade. Tanto as mães que abortam, quanto os pais e famílias que se omitem de suas responsabilidades, assim como os políticos e grupos abortistas estão cometendo pecados graves e prestando serviço ao adversário do Senhor e inimigo dos homens.

Portanto precisamos lutar em constante oração, intercessão e súplicas perante o ÚNICO que PODE TODAS AS COISAS. Somente o Senhor Jesus Cristo pode perdoar, sarar, transformar e salvar a vida das crianças, mas também dos pais. Ele é quem converte o coração dos pais ao filhos e vice-versa (Malaquias 4). O Evangelho destrói a velha e maldita maneira de vivermos e nos conduz a uma nova vida em Cristo Jesus.

Oremos para que o Senhor alcance essas vidas e corações e os converta de seus delitos e pecados conduzindo-os ao Senhor Jesus. Somente o Espirito Santo pode convencer o ser humano (homens e mulheres) dos seus delitos e pecados perante Deus  e uns para com os outros, bem como convertê-los a Cristo.

 

Segunda Ação – Preguemos o Evangelho em Todo o Mundo!

 

Lamentavelmente, vejo muito mais pessoas (ímpias) engajadas em promover o lobby abortista em todo o mundo. Do que nós homens cristãos em pregar e difundir o Evangelho em TODO O MUNDO.

É triste ver que empresas, ongs, emissoras de TV, famosos, políticos e diversos outros grupos se dedicam de forma constante e até mesmo insana para promover a descriminalização do aborto em todo o mundo, inclusive vale lembrar que George Soros (magnata dos negócios) investe bastante dinheiro para promover o aborto.

Em contrapartida, quanto você tem tirado do seu bolso/salário para investir e ofertar na obra missionária em todo o mundo?

Irmãos, o Evangelho é infinitamente mais transformador e poderoso do que qualquer ideologia política ou filosofias humanas. Pregar o Evangelho envolve direta e principalmente mudar o estado espiritual de homens e mulheres pecadores e em trevas, para estarem em Cristo e viverem em novidade de vida (2 Coríntios 5:17/ 1 Pedro 2:9).

Por consequência, as demais áreas da vida de um indivíduo serão atingidas, bem como sua família, amigos, vizinhos, trabalho, comunidade/cidade e país. O Evangelho tem o poder de redimir pessoas, mas também revolucionar sociedades inteiras. Basta vermos as mudanças que a pregação do evangelho trouxe em todos os lugares do mundo ao longo dos séculos e dos tempos modernos.

Quando as Boas Novas de Jesus alcançaram a vida de Jonh Wesley (Famoso Pregador Inglês) e Jonh Newton (Ex- Traficante de Escravos), alcançou também a vida de um político chamado William Wilberforce que se tornou o responsável por dar início ao fim da escravidão em todo o mundo.

O missionário batista William Carey considerado “pai das missões modernas”, quando chegou a Índia para anunciar as Boas Novas de Jesus, usado por Deus foi um dos responsáveis pela erradicação do costume “sati”, o qual queimava a viúva juntamente com o corpo do defunto numa fogueira; vários experimentos agriculturais; fundação da Sociedade de Agricultura e Horticultura na Índia em 1820; primeira imprensa, fábrica de papel e motor a vapor na Índia; e a tradução da Bíblia em Sânscrito, Bengali, Marati, Telugu e nos idiomas dos Siques.

 

Poderia citar aqui vários outros exemplos de como o Evangelho alcança, restaura, transforma e salva a vida de pessoas, famílias, cidades e nações. Porém deixo isso para um outro momento, bem como em outros textos e conteúdos já destacamos isso diversas vezes também.

 

Terceira Ação – Assumir as responsabilidade e sacrifícios por sua própria família

Infelizmente, preciso destacar que se você homem não assume as responsabilidades e sacrifícios que lhe são devidos, você só colabora mais ainda para que sua própria família seja mais uma família desestruturada, mulheres abortem e abandonem crianças (abandono parental), feministas e simpatizantes digam que “homens não prestam”, crianças e adolescentes sejam adotados por “casais” LGBTZQYZ1234, mais meninos e rapazes se envolvam com a criminalidade e meninas vivam precocemente uma vida sexual depravada, etc.

 

Suas atitudes para com sua própria família, podem contribuir no combate a uma mentalidade abortista, ou mesmo favorece-la.

Seja Homem de Fato! Lidere, cuide, proteja e sirva sua mulher e filhos. E solteiros ou mesmo os que estiverem namorando ou noivos, vocês não estão isentos das responsabilidade e sacrifícios para com sua família – Honrar Pai e Mãe envolve muito mais do que somente obedecer a eles, também está relacionado com respeitar, cuidar e zelar por eles (especialmente em sua velhice, enfermidade ou dias dificeis).

 

 

 

Quarta Ação – Adotar Crianças e Adolescentes

Infelizmente, pouco tem se falado sobre a adoção de crianças e adolescentes mesmo fora da igreja. O que mais vemos no mundo é se falar sobre “adoção” de bichos, ou como diria o pr Pedro Pamplona vemos cada vez mais o aumento da chamada “Paternidade/Maternidade de Bichos/Pets”.

Vivemos num tempo onde bichos possuem muito mais “direitos” e privilégios do que bebês e crianças, casais tem optado por terem cachorros e abandonado o desejo de terem filhos ou adotarem crianças, feministas e políticos lutam por verem mais abortos sendo realizados e não por combater o que deve ser combatido (abandono parental, violência doméstica, imoralidade sexual, crimes sexuais, etc) e promover o que deve ser promovido (casamento, família tradicional, amor real pela família, adoção de crianças e adolescentes, auxílio ás mães solteiras, disponibilizar a esterilização a homens e mulheres que são pró-aborto, etc).

Pastores e Líderes Cristãos, Por favor preguem e ensinem em suas igrejas o que a Bíblia diz sobre aborto, imoralidade sexual, criação de filhos, casamento, masculinidade e feminilidade bíblica, adoção de crianças, etc.  Não se omitam de sua responsabilidade de ensinar e expor-nos TODO O CONSELHO DE DEUS para as nossas vidas e famílias (Atos 20).

Mas também enfatizem o papel que a igreja deve exercer para com as famílias cristãs. De não somente orar e interceder pelas famílias dos santos, mas socorrer viúvas cristãs em necessidade, adotar crianças e adolescentes órfãos (Tiago 1:27), ajudar os irmãos e irmãs desempregados, visitar os enfermos, oferecerem um aconselhamento bíblico sério e comprometido com as Escrituras, etc.

Que possamos promover a adoção de crianças e adolescentes por parte de casais cristãos, bem como apoiar e nos alegrar junto com irmãos e irmãs que a semelhança de Nosso Deus e Pai recebe em sua família aqueles que antes eram estrangeiros e forasteiros.

 

Quinta Ação – Abrir ou Fundar ORFANATOS, ABRIGOS E ONGS PRÓ-VIDA

Precisamos voltar as nossas origens cristãs. Para quem não sabe ou desconhece – Os Primeiros Orfanatos, Abrigos e Hospitais, bem como iniciativas não governamentais surgiram por parte de irmãos e irmãs nossos do passado.

E hoje em dia ainda vemos diversas Ongs, Orfanatos e abrigos cristãos em todo o mundo. Bem como novos locais que são motivo de Glória e Honra ao Nome do Senhor, sendo abertos por iniciativas cristãs (missionários, igrejas, empresários cristãos, etc).

Temos diversos bons exemplos de cristãos do passado que servem como modelo para nós hoje, dentre eles o legado do irmão George Muller.

George Müller foi um evangelista e missionário inglês, notável por sua fé na providência de Deus e, pela sua obra à crianças desamparadas, através da construção de orfanatos, onde recebiam roupas, comida e uma boa educação

Não somente devemos abrir e fundar tais organizações e locais para servir, cuidar e abençoar a vida de crianças, adolescentes e mães desamparadas. Mas também apoiar e contribuir com a formação de espaços PRÓ-VIDA, seja contribuindo com o nosso dinheiro ou trabalho como voluntários e outros meios de ajuda.

 

 

Sexta Ação – Boicotar  e Protestar contra toda Empresa, Político e demais grupos abortistas

 

Irmãos, vocês apoiariam e dariam o fruto de seu trabalho para financiar o regime comunista, ou mesmo Hitler e os nazistas, a realização do holocausto? O Tráfico de drogas?

Se a resposta a essa pergunta é um “Claro que não, jamais!”. Então, por que votamos em partidos corruptos e abortista? Porque continuamos pagando a assinatura da Netflix? Por que apoiamos ONGs como Médico Sem Fronteiras? Por que doamos nosso dinheiro ao Criança Esperança? Seguimos e simpatizamos com celebridades que são claramente favoráveis ao aborto?

Por acaso, nos tornamos amigos do mundo e inimigos de Deus, como diz o apóstolo Tiago em sua carta aos cristãos de seu tempo (Tiago 4:4)?! Sejamos cristãos de fato e que fique claro nosso posicionamento ao boicotar empresas, ongs, partidos e candidatos políticos, emissoras de TV e Rádio, etc.

Bem como protestar contra esse maldito “gigante” de nosso tempo, quer seja indo ás ruas, quer pelas as redes sociais ou outros meios lícitos e sensatos.

Irmão, se você já leu até esse texto, chegou a hora de decidir se vai continuar dando seu dinheiro para a netflix (empresa pró-aborto), dando audiência constante a Rede Globo, seguindo nas redes sociais pessoas e grupos que apoiam o aborto, etc.

Lembrem-se que sempre haverão boas e melhores alternativas para você e sua família. Não precisamos da Netflix para ter entretenimento, não precisamos doar nosso dinheiro para ONGs como a MSF, etc. Escolham á Vida e sejam Pró-Vida de FATO (Deuteronômio 30:19-20).

 

 

Sétima Ação – Pregar e Ensinar de forma Clara e Objetiva o que a Bíblia diz sobre essa e outras questões atuais

Já me referi a esse ponto antes, porém quero destacar esse aspecto por último, pois lamentavelmente chegamos num tempo e geração de ‘cristãos’, que já não leêm e estudam a Bíblia como deveriam, possuem mercenários que se intitulam pastores, apoiam e votam em políticos corruptos (como o ex-presidente Lula, dentre outros), não frequentam uma Escola Bíblica Dominical, desprezam o estudo teológico, etc.

 

Temos em nossos dias, homens e mulheres que se dizem cristãos, porém apoiam o que a Bíblia condena e repudia – aborto, corrupção política, mentiras, sexo antes do casamento, etc.

 

Pastores e demais homens cristãos, lembrem-se de expor e ensinar TODO O CONSELHO DE DEUS ao POVO DE DEUS, tal como o exemplo e legado que o apóstolo Paulo deixou para os discípulos em Éfeso (Atos 20).

A Bíblia trata sobre questões espirituais, mas também sobre questões desta vida. Sobre como devemos viver neste mundo de acordo com a Boa, Perfeita e Agradavel Vontade do Nosso Deus (Romanos 12:1-2/ 2 Timóteo 3:14-4:5).

E claro que também a Bíblia fala diretamente sobre os mais diversos assuntos da vida (família, estudos, trabalho, cultura, política, sexualidade, negócios, etc), bem como nos dá princípios pelos os quais podemos nos nortear para lidar com questões como aborto, eutanásia, corrupção política, etc.

 

 

 

 

Essas são 7 atitudes ou ações que nós homens cristãos devemos ter diante desse “Golias” de nosso tempo. Costumo sempre dizer que cada geração de homens têm de enfrentar os seus próprios gigantes, desde o Jardim do Éden tem sido assim até os dias atuais.

E fica a questão para a sua reflexão: Serei eu um aliado do exército abortista de nosso tempo? Ou servos fiéis ao Senhor e que o Honram e Servem em nosso tempo?

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

 

 

 

 

Continuando

https://homensaomaximo.wordpress.com/2019/06/19/lista-de-empresas-ongs-e-movimentos-abortistas/

 

Links Úteis

http://promotoresdavida.org.br/noticias/item/1540-ginecologistas-%C3%A0-ong-m%C3%A9dicos-sem-fronteiras-destruir-a-vida-com-aborto-n%C3%A3o-%C3%A9-um-dever-m%C3%A9dico

 

 

6 Características de um Marido Frouxo

 

12vp77qxv6ivgawd0b0oi22ly

 

Tenho pensado muito e chegado a conclusão que alguns problemas vivenciados em inúmeras famílias no Brasil se devem em parte a uma visão distorcida do papel do homem na sociedade. Na verdade, ouso afirmar que a sociedade brasileira, e é claro, nossas igrejas, tem experimentado situações e complicadíssimas devido a incapacidade do marido conduzir sua casa nos caminhos do Senhor.

 
Isto posto, uso deste texto para elencar seis características de um marido frouxo:

1-) Um marido frouxo não se porta como cabeça do lar liderando sua família no temor do Senhor. (I Corintios 11:03; Efésios 5:23)

2-) Um marido frouxo não ama a sua mulher nem tampouco se entrega por ela, dedicando-se a ela como Cristo se entregou a sua igreja. (Efésios 5:25)

3-) Um marido frouxo trata a sua esposa asperamente, de forma groseira e desrespeitosa ( Colossenses 3:19)

4-) Um marido frouxo não vive a vida comum do lar, não tendo consideração por sua esposa, não entendendo ser ela a parte mais frágil do relacionamento conjugal. (I Pedro 3:07)

5-) Um marido frouxo vive na “aba” de sua mulher, dependendo do sustento que ela traz e não sendo provedor de sua casa e família. (Efésios 5:28-30)

6-) Um marido frouxo não o protege a sua esposa e família, deixando-os suscetíveis as ações do diabo em sua casa e relacionamento. (Gênesis 2:15)

 
Pense nisso!

 
Renato Vargens

Homens que “feminilizaram” a Masculinidade

size_960_16_9_turquia58

 

A feminilização da cultura é uma característica de uma sociedade que sofre forte influência por parte do feminismo. Ora, antes de qualquer coisa peço por gentileza que não confundam ” alhos com bugalhos,” afirmando que por escrever um texto contra a feminilização masculina, estou fazendo a defesa do machismo, o que não é verdade.

 
Como já escrevi anteriormente a feminilização da cultura no meu modo de ver é um problema grave da sociedade ocidental. Repare por exemplo nas roupas usadas pelos homens. Alias, não sei se você já percebeu, mais existem homens que se vestem com roupas tão femininas, que a primeira vista, não sabemos se são homens ou mulheres. O que falar então da enorme quantidade de homens que pintam as unhas, depilam os corpos, fazem maquiagem e comportam-se como mulheres?

 
Pois é, o feminismo empoderou de tal maneira as mulheres, a ponto de que homens tem considerado “démodé” ser homens. Nessa perspectiva, a masculinidade foi feminilizada, o comportamento firme comum a homens, foi “docificado” e a sua postura, outra máscula, tornou-se afeminada proporcionando com isso uma grave crise comportamental na sociedade, além de uma nítida inversão de papéis.

 

Verdadeiramente vivemos dias complicados onde o feminismo tem levado os homens a vivenciarem comportamentos absolutamente antagônicos aos modelos ensinados pela as Escrituras.

 
Isto posto, reafirmo que sem a menor sombra de dúvidas que torna-se necessário resgatar os valores bíblicos relacionados aos papeis de homens e mulheres na sociedade, lutando assim contra os valores deste mundo caído e pecador, que a todo custo tenta desconstruir o padrão tanto de masculinidade como feminilidade, estabelecido pelo Criador.

 

Renato Vargens

Mulheres, Deus as chama á Feminilidade!

female-lady-woman-7

 

O feminismo, bem como a sua ênfase no empoderamento da mulher, tem tido um papel preponderante no fato das mulheres estarem perdendo a capacidade de exercerem em seus relacionamentos interpessoais, doçura, ternura maternal como também meiguice e beleza interna.

 

No intuito de conquistar espaço no mercado de trabalho, ou até mesmo competir com os homens, não são poucas as mulheres que “machificaram” a vida tornam-se por conseguinte pessoas, amargas e de difícil relacionamento.

 
Ora, antes de qualquer coisa, vale a pena ressaltar que não sou contra a mulher estudar ou mesmo trabalhar fora, mesmo porque, acredito que homens e mulheres se complementam, contribuindo assim para a construção de uma sociedade mais equilibrada.

 
Ora, a feminilidade é um comportamento projetado e criado por Deus o qual é um presente dado pelo Senhor a humanidade. Uma mulher feminina não se resume apenas em se cuidar, vestir ou pintar-se como uma mulher. Feminilidade é bem mais que isso. Na verdade, feminilidade é um conjunto de atitudes e comportamentos, é um estilo de vida pelo qual a família e a sociedade experimenta doçura, amabilidade, afetividade e outros atributos mais.

 

Lamentavelmente em nossos dias as mulheres não tem se preocupado em serem femininas, e sim feministas. Nessa perspectiva se uma mulher tem pensamentos e comportamentos diferentes dos defendidos pelo feminismo, desejando assim, obedecer os ensinamentos bíblicos, são execradas e rotuladas como ultrapassadas, subservientes e outros adjetivos mais.

 

 

Se não bastasse isso, a sociedade como um todo, tem incentivado a mulher a competir com o homem levando-a assim a abandonar toda e qualquer possibilidade de constituir família e criar filhos. Para piorar a situação, o feminismo, influenciado pelo marxismo cultural tem desconstruído conceitos, princípios, bem como valores cristãos numa mulher como decência, pudor, doçura e submissão.

 

Isto posto, concluo este texto, conclamando as mulheres que amam a Deus e sua Palavra a se contraporem aos conceitos deste mundo que de todo jeito tem tentado desconstruir os ensinamentos bíblicos quanto a importância e valor da mulher na família e sociedade.

 

Renato Vargens

Recém Nascidos, Mães Sobrecarregadas e Pais Bananas

mommy-burnout

 

Uma das maiores reclamações de mulheres com filhos recém-nascidos é a ausência masculina. Na verdade, não são poucos os homens que deixam as suas esposas sozinhas na tarefa de cuidar do bebê, preferindo dedicar o seu tempo, aos amigos, lazer, jogos, vídeo-games e outras coisas mais.

Volta e meia eu ouço uma jovem mãe dizendo: Meu filho não tem 10 dias que nasceu e o meu marido sumiu. O “traste” é incapaz de me ajudar em coisas triviais do dia-a-dia.
O apóstolo Pedro ao tratar do relacionamento conjugal, exorta aos maridos a viverem a vida comum do lar com discernimento; e, tendo consideração para como a mulher como parte mais frágil, tratando-a com dignidade, pele fato de serem herdeiros da mesma graça de vida, para que as orações destes não sejam interrompidas.” (I Pedro 3:9)

Ora, o texto é fantástico e nos traz lições extremamente ricas, vejamos pelo menos duas:

1- Pedro afirma que não existe nenhum problema dos homens fazerem parte do mundo da mulher, ajudando quando necessário no cuidado da casa, como também no acompanhamento dos filhos.
2- Pedro ensina que isso deve ser feito com discernimento, ou seja, entendendo que a esposa é parte mais frágil da relação, e que ao fazer isso, age com dignidade, não tendo portanto suas orações interrompidas. Isto posto, o que esse texto pode ensinar a jovens que acabaram de ser pais?

 
1- Não seja um pai banana. Seja homem. Deixe a vida de menino e entenda que uma mulher que acabou de ter neném precisa de apoio, ajuda e companheirismo e que ajudar a sua esposa e filho nesse momento da vida é mister.

 

2- Seja parceiro de sua esposa, priorizando o cuidado dela e da criança que nasceu, ajudando sem reclamar em tudo aquilo que for possível e necessário, tratando com dignidade, respeito e consideração aquela que Deus colocou ao seu lado para juntos gerarem e criarem filhos.

 

Renato Vargens

Nossa Visão – Levar todos os homens a alcançar seu máximo em Cristo Jesus. Até chegarmos a estatura do varão perfeito, que é o Nosso Senhor e Salvador Jesus!

%d blogueiros gostam disto: