JESUS ​​E “HOMENS REAIS”

 

pixaofoto1

Por Arnie Cole, goTandem

Nós escolhemos frequentemente nomes para nossos negócios ou ministérios honrar alguém ou simbolizar um ideal. Nomear o seu negócio ou ministério após si mesmo mostra que você está confiante e investido. Incluir palavras como “confiável” ou “acessível” transmite como o cliente se beneficiará de fazer negócios com você. Eu observei que os nomes dos ministérios dos homens tendem também a ser inspiracional, implicando a força, a nobreza e a masculinidade – qualidades que muitos de nós querem conseguir.

Recentemente eu li uma dissertação que explorou por que os homens no Caribe são relutantes em freqüentar a igreja. O autor argumentou, de forma muito convincente, que o retrato tradicional de Jesus como um homem de olhos azuis, de pele clara e um espírito gentil contrasta muito com o ideal masculino da cultura.

Isso me leva a me perguntar se nós apreciamos completamente quem era Jesus e, em vez disso, limitamo-nos apenas a algumas noções bem usadas. Imaginamos Jesus em um manto branco puro, de pé, ao lado de um túmulo vazio. No entanto, esse mesmo Jesus foi espancado, ensanguentado e suportou horas morrendo em uma cruz de madeira.

Entre a visão de Isaías do Cristo como vencedor sobre o pecado e a morte. Em Isaías 63: 1 ele é descrito como marchando em grande força, em trajes ensanguentados, e com o poder de salvar. Ele pisoteou seus inimigos e vingou seu povo (versículos 3-4).

Como conciliar essas duas imagens diferentes de quem Jesus é? A chave que eu acredito é motivação. Considere Isaías 63: 5:

“Fiquei espantado ao ver que ninguém interveio para ajudar os oprimidos. Então eu mesmo entrei para salvá-los com meu braço forte, e minha ira me sustentou”.

Jesus estava defendendo os indefesos. Sua força e poder foram usados ​​para salvar aqueles que não podiam, em seu próprio poder, salvar a si mesmos.

Como homens, precisamos lembrar que, embora possamos escolher focar mais no amor sacrificial de Cristo, ele também é um poderoso Salvador. Só ele conseguiu alcançar a vitória completa sobre o pecado e a morte. Da mesma forma, ele nos chama a nos tornarmos mais semelhantes a ele em ambos os aspectos – mostrando amor e mansidão aos pobres, aos fracos e aos oprimidos. Ao mesmo tempo, somos chamados a proteger e defender os pobres, os fracos e os oprimidos.

Alexander McLaren, um dos grandes pregadores escoceses do início do século 20, forneceu uma rica descrição da força de Cristo em seu comentário:

“Nele estava toda a força da masculinidade – inflexível, vontade de ferro, propósito imutável, força da consagração, força da justiça. Nele estava o heroísmo dos profetas e mártires em grau supremo.

Nele estava a força da divindade interior. Ele lutou e conquistou todos os inimigos do homem, destruiu (poder do) o pecado, e triunfou sobre a morte.

Na Cruz vemos o poder divino operando em sua forma mais nobre, em sua energia mais intensa, em sua mais ampla extensão, em seu resultado mais magnífico. Ele é capaz de salvar, salvar todos, salvar qualquer um.

Ele é poderoso para salvar, e é capaz de salvar até o extremo, porque Ele vive para sempre, e Seu poder é eterno como Ele mesmo.

Assim como podemos experimentar o amor de Cristo hoje, também podemos aproveitar seu poder. Devemos lembrar que ele chamou cada um de nós por nome para se tornar cada vez mais como ele cada dia, tanto por nossas demonstrações de amor e em nosso papel como protetores.

________________________________________

GoTandem oferece uma experiência personalizada com a Bíblia projetada para fortalecer e incentivá-lo ao longo de sua jornada espiritual única. Veja por si mesmo.

Traduzido e publicado com a devida permissão.

Link para o artigo em Inglês, AQUI!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s