Não adote!

bebe-carter-e-cachorro-toby

Se você quer o seu “bebê dos sonhos”, não adote ou promova uma criança: compre um gato e faça de conta. Adotar um órfão não é encomendar um item de consumidor ou comprar um animal de estimação. Tal mentalidade prejudica a criança e inúmeras outras crianças e famílias. Adoção é assumir o risco como um amor cruzado.

 
Por anos, convidei igrejas cristãs e famílias para o nosso mandato de 1:27 de Tiago para cuidar de viúvas e órfãos em sua aflição, para viver a adoção que recebemos no evangelho adotando e promovendo crianças. Ao mesmo tempo, sustentei que, enquanto todo cristão é chamado para cuidar de órfãos e viúvas, nem todo cristão é chamado a adotar ou promover. De fato, há muitos que, e digo enfaticamente, não deveriam.

 
Amor de qualquer tipo traz risco e, em um mundo caído, traz mágoa. Simeão diz à mãe do nosso Senhor, a Santíssima Virgem Maria, que uma espada perfuraria seu coração. Isso é verdade, em certo sentido, para todas as mães, todos os pais. Mesmo além disso, toda adoção, todo órfão, representa uma tragédia. Alguém foi morto, alguém foi embora, alguém estava empobrecido ou alguém estava doente. Embrulhado em cada situação é algum tipo de dor, e tudo o que acompanha isso. Essa é a razão pela qual realmente não há adoção que não seja uma adoção de “necessidades especiais”; você pode não saber no front end quais são essas necessidades especiais.

 
Vivemos em um tempo em que nossos compromissos tornaram-se a oportunidade muitas vezes para simplesmente uma auto-realização narcisista. Os casamentos se tornaram eventos para planejadores e fotógrafos que participam do que parece ser um jantar de estado em homenagem ao “amor do casal”.

 

As crianças muitas vezes se tornam adereços em uma vida de pais que buscam entender o que acreditam que o mundo lhes deve. É mais fácil retirar esse tipo de ilusão de autocentralização com suas fotos de noivado e festa de casamento do que com crianças. As crianças estão vivas. As crianças são pessoas com individualidade que não podem ser suprimidas. Crianças, de todos os tipos, são, por definição, imprevisíveis. As crianças quebram o seu plano de vida. A adoção certamente faz.

 
Vale a pena.
Mas Jesus nos diz que devemos saber que um rei que vai para a batalha deve medir suas tropas, um construtor de torres deve contar as despesas do projeto (Lucas 14: 28-31). Aqueles que vêem a adoção como um modo caloroso e sentimental de ter um bebê são equivocados e perigosos. Há muitos que mergulham sem conselho, sem compromisso com a fidelidade, não importa o que aconteça. Eles procuram por um bebê que atenda às suas especificações. E bebês nunca se encaixam em suas especificações … pelo menos não quando eles crescem.

 
Se o que está por trás de tudo isso não é crucificado, um compromisso de guerra aberta e olhos abertos, você vai acabar com uma criança que é duas vezes órfã. Ele ou ela será abandonado pela primeira vez pela ausência de pai e, pela segunda vez, pela rejeição de não corresponder às expectativas dos pais que não tinham nenhum negócio que impusesse tais expectativas em primeiro lugar.

 
Precisamos de um batalhão de cristãos prontos para adotar, promover e ministrar aos órfãos. Mas isso significa que precisamos de cristãos prontos para cuidar de verdadeiros órfãos, com todo o quebrantamento e risco que vem com isso. Precisamos de cristãos que possam refletir o poder de adoção do evangelho, que não procurou um berçário boutique, mas uma casa de ex-órfãos que foram encontrados em nosso próprio sangue, com os genes de Satanás em nossa corrente sanguínea.

 
Se o que você gosta é a idéia de um bebê que atenda às suas necessidades e atenda às suas expectativas, basta comprar um gato. Decore o berçário, se você quiser. Vestir-se em rosa ou azul e tirar fotos. E certifique-se de tê-lo declamado.

 

Autor: Dr. Russell D. Moore

Traduzido por Filipe Paulo Christian

Fonte Original:

https://www.russellmoore.com/2011/10/12/dont-adopt/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s