Arquivo da tag: Ativismo LGBT

Várias Maneiras de SER HOMEM?!

4-passos-para-salvacao-em-jesus-cristo

Texto-Bíblico: Romanos 1:18-32

Recentemente, assistindo vídeos no youtube pude me deparar com uma campanha publicitária interessante, porém infeliz em seu conteúdo. A campanha publicitária é da empresa de perfumes e cosméticos Natura, que tem diversos produtos. Dentre eles tem uma linha de produtos voltados para os homens.

E justamente essa campanha se referia a essa linha ou série de produtos, Natura Homem. É interessante vermos diversas empresas que oferecem bons produtos para nichos específicos, como produtos só para mulheres, ou somente para homens, ou crianças, etc. Pois cada um de nós seres humanos temos características diferentes de acordo com esses grupos, mas até mesmo entre as mulheres existem imensas diferenças, como tipo de cabelo, pele, hábitos, etc.

Porém, a infelicidade dessa campanha específica é que ela é uma campanha ideológica. E se junta a tantas outras campanhas de empresas que resolveram abraçar a ideologia de gênero, bem como bandeiras como o feminismo e a agenda/ativismo LGBT.

A Campanha em questão é essa no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=W5SAmO6ZzF8

Nela encontramos a afirmação que dá título a esse artigo “Várias maneiras de ser homem”. Como assim? Existe mesmo isso? O que a Bíblia e a Ciência tem a dizer sobre isso?

Tem várias maneiras de um prego ser prego? Um leão ser leão? O sol ser sol? E por vai. Todas as coisas que existem tem características e qualidades que as tornam únicas e diferenciadas das demais coisas.

Ou seja, nasceu menino é menino. Se você é um homem, você não pode e nunca será qualquer outra coisa. Você pode até mudar a sua aparência, comportamento e hábitos. Mas nunca haverá de fato uma mudança genuína de quem realmente você é de fato, HOMEM!

Ao mesmo tempo que rejeita o que a Bíblia tem a dizer sobre o que significa ser homem, essa campanha anuncia uma mentira deturpada, corrupta e depravada ao rejeitar o que a ciência também estabelece como fatos científicos.

Não há e nem existem várias maneiras de ser homem!

Só uma maneira de ser homem, sendo homem. De acordo com o que a Bíblia e a Ciência estabeleceram como sendo peculiar, natural e certo ao homem ser, ter e fazer.

– Somente um homem e uma mulher podem formar família.

– Sexo só é bom, agradável e perfeito quando feito por um homem e uma mulher. Além de ser natural, é também completamente funcional.

– Homossexualismo, transsexualismo e todas as demais variantes disso são chamadas de pecado por Deus. E pela ciência, podemos ver claramente com provas e evidências científicas que nasceu menino é menino, nasceu menina então é menina. Não existem meios termos. Do micro ao macro, um homem é um homem. E uma mulher é uma mulher. Da concepção até a morte de um indivíduo, ele ou ela serão sempre os mesmos.

– Para uma empresa vender e lucrar, ela não precisa e nem deveria levantar bandeiras ideológicas e políticas. Basta que produza e ofereça de fato bons e excelentes produtos e serviços. E isso BASTA, nada a mais. Principalmente, quando é propaganda enganosa e ideológica. Lucram com a imoralidade e depravação da sociedade ao fazerem isso.

– Na campanha é citada a palavra VERDADE, bem como “Celebrar todas as maneiras de ser homem”. Uma coisa não condiz com a outra, não mesmo. O que a Natura afirma em sua campanha não condiz com a VERDADE e, muito menos celebra a verdadeira maneira de ser homem.

– SER HOMEM É SER MACHO, SIM! Não falo de ser machista, mas sim exercer suas funções e instintos como macho. Ou seja, relacionamentos heterossexuais. Homem e Mulher e nunca o contrário disso.

 

Uma observação sobre o presente artigo

Ao escrevê-lo, expresso minha liberdade de crença, convicção e liberdade religiosa por que crer no que a Bíblia estabelece.

E ao discordar, contra argumentar e me opor ao que é declarado e afirmado nessa referida campanha publicitária. Uso da minha liberdade de expressão garantida pela atual constituição em vigência no nosso País.

Quanto a ser homofóbico (e suas variantes) aguardem um artigo que tratarei sobre esse assunto e o que realmente significa isso. Pois ter pensamentos e convicções diferentes é respeitar a liberdade religiosa e de expressão das outras pessoas também.

 

 

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Por que os homens estão com problemas?

Por-Que-Mulher-de-Opinião-Assusta-os-Homens-11

William Bennett: as mulheres fizeram grandes avanços na conquista de várias coisas que antes somente os homens tinham conquistado. Ele diz que os homens ficaram para trás, agora representando menos da metade dos graduados da faculdade.

Os homens estão mais distantes das famílias, muitos não têm empregos e não têm maturidade.

Precisamos ensinar aos meninos o que eles precisam para crescer como homens.

Pela primeira vez na história, as mulheres são mais educadas, mais ambiciosas e sem dúvida mais bem sucedidas do que os homens.

Agora, a sociedade com razão celebrou a ascensão de um sexo. Nós dissemos: “Você vai menina”, e elas foram. Celebramos a ascensão das mulheres, mas o que faremos sobre o que parece ser o declínio muito real do outro sexo?

Os dados não são bons para os homens. Em 1970, homens obtiveram 60% de todos os diplomas universitários. Em 1980, o número caiu para 50%, em 2006 foi de 43%. As mulheres agora superam os homens em graus universitários em quase três ou dois. Os ganhos das mulheres cresceram 44% em reais entre 1970 e 2007, em comparação com o crescimento de 6% para os homens.

Em 1950, 5% dos homens na principal idade de trabalho estavam desempregados. A partir do ano passado, 20% não estavam trabalhando, o maior número já registrado. Os homens ainda mantêm a maior parte das ocupações mais bem remuneradas e mais poderosas, mas as mulheres as estão conquistando e em breve os passarão se essa tendência continuar.

Os sinais de alerta para os homens se estendem muito além das carteiras. Os homens estão mais distantes de suas famílias ou de seus filhos. A taxa de natalidade fora do casamento é mais de 40% na América. Em 1960, apenas 11% das crianças nos EUA viviam separadas de seus pais. Em 2010, essa participação aumentou para 27%. Os homens também são menos religiosos do que nunca. De acordo com a pesquisa de Gallup, 39% dos homens relataram freqüentar a igreja regularmente em 2010, em comparação com 47% das mulheres.

Se você não acredita nos números, basta perguntar a mulheres jovens sobre homens hoje. Você vai encontrá-los falando sobre adolescência prolongada e homens que se recusam a crescer. Ouvi muitas mulheres jovens perguntando: “Onde estão os homens solteiros decentes?” Há um déficit de maturidade entre os homens lá fora, e os homens estão ficando para trás.

Esse declínio nas virtudes fundadoras – trabalho, casamento e religião – chamou a atenção para comentaristas sociais de todos os cantos. Em seu artigo seminal, “The End of Men”, Hanna Rosin descobriu a inversão de papel sem precedentes que está ocorrendo hoje. “O homem tem sido o sexo dominante desde então, bem, o alvorecer da humanidade. Mas, pela primeira vez na história humana, isso está mudando – e com velocidade chocante”, escreve Rosin. As mudanças no trabalho moderno – de costas para cérebros – catapultaram as mulheres para o topo da força de trabalho, deixando os homens em suas poeiras.

A resposta do homem tem sido patética. Hoje, homens de 18 a 34 anos passam mais tempo jogando videogames por dia do que meninos de 12 a 17 anos. Enquanto as mulheres estão se formando na faculdade e encontrar bons empregos, muitos homens não vão trabalhar, não se casam e não criam famílias. As mulheres estão começando a tomar o lugar dos homens de muitas maneiras. Isso levou alguns a perguntar: precisamos mesmo de homens?

Então, o que está errado? Cada vez mais, as mensagens aos meninos sobre o que significa ser um homem são confusas. O machismo da gangue da rua chama com um arrogante. Videogames, televisão e música oferecem lições duvidosas para meninos que foram abandonados por seus pais. Alguns treinadores e sargentos do exército gritam: “Que tipo de homem é você?” Mas não explicam.

Os filmes estão repletos de histórias de homens que se recusam a crescer e se recusam a assumir a responsabilidade nos relacionamentos. Os homens, alguns obcecados com o sexo, tratam as mulheres como brinquedos para serem descartados quando as coisas se complicam. Através de todos esses sinais diferentes e conflitantes, nossos meninos devem decifrar o que significa ser um homem, e para muitos deles é mais difícil descobrir.

Para que os meninos se tornem homens, eles precisam ser orientados através de conselhos, hábitos, instruções, exemplos e correções. É verdade em todas as idades. Alguém já caracterizou as duas questões essenciais que Platão representava: quem ensina as crianças e o que nós ensinamos? Cada geração de homens e mulheres tem a obrigação de ensinar os jovens do sexo masculino (e as mulheres, é claro) que estão por trás deles. William Wordsworth disse: “O que amamos, outros vão adorar, e nós vamos ensinar-lhes como”. Quando faltam nessa obrigação, o problema certamente segue.

Precisamos responder a esta cultura que envia sinais confusos aos jovens, uma cultura agnóstica sobre o que deseja que os homens sejam, com uma noção clara e realizável de masculinidade.

Os fundadores acreditavam, e as evidências ainda mostram que o trabalho, o casamento e a religião são uma base muito importante para o empoderamento e a conquista masculino. Talvez devamos dizer a um bom número de nossos homens de vinte e poucos anos: “Saiam dos videogames cinco horas por dia, obtenha um trabalho desafiador e case-se”. É hora de homens se levantarem.

Por William J. Bennett, avaliador CNN

Link do artigo em Inglês, abaixo

http://edition.cnn.com/2011/10/04/opinion/bennett-men-in-trouble/index.html

O que estão assistindo as nossas crianças e jovens?

tv

Texto-Bíblico: Provérbios 22:6

Recentemente, pude além do que eu já sabia e via através de personagens em filmes e desenhos. Pude ler algumas notícias a respeito da promoção do ativismo LGBT em filmes e desenhos animados, visando as nossas crianças e jovens.

Seja em novas produções, como STAR TREK: DISCOVERY (que será lançado pela NETFLIX), LEGEND OF TOMORROW (LENDAS DO AMANHÃ, Disponível na NETFLIX), SENSE 8, 13 REASONS WHY, A Lenda de Korra e outras que possuem personagens gays, lésbicas, cenas fortes de orgias, etc.

Ou mesmo em regravações (ou remake) de produções antigas e clássicas como Power Rangers (2017), A Bela e a Fera (2017), Supergirl (2ª temporada), dentre tantas outras em livros, filmes e desenhos animados.

Realmente e cada vez mais vemos uma propaganda em massa dos ideais LGBT´s, visando especialmente as futuras gerações, ao mostrar a elas personagens, cenas e práticas contrárias a Palavra de Deus e contra a família tradicional.

Por que as crianças e jovens como alvo?

Crianças não tem a capacidade de julgar, discernir e refletir sobre o que é certo ou errado. São facilmente influenciadas e induzidas. E são bastante visuais, ou seja o que veem fica “gravado” em sua mente por bastante tempo.

E os nossos jovens estão em uma época de descobertas e transformação em seus corpos, mentes e vidas. Que melhor época para distorcer, corromper e desvirtuar do que na juventude?

 

Como podemos orientar,  ajudar e proteger nossos filhos e jovens?

Primeiramente e desde cedo devemos ensinar o que é ser homem (masculinidade bíblica) e o que é ser mulher (feminilidade bíblica) para eles. Mediante o ensino bíblico do que nos diz a Palavra de Deus, bem como do nosso próprio exemplo e práticas diárias.

Mostrar como homem e mulher são diferentes, porém perfeitamente complementares um ao outro em tudo. Desde o âmbito espiritual, emocional, físico, sexual e social.

Conversando franca e abertamente com eles desde cedo e de maneira pró-ativa, não espere que eles sejam corretamente ensinados lá fora, ensine-os em sua casa, no dia a dia, ao assistir tv, filmes e desenhos animados, ao lidar com pessoas homossexuais, etc. Oriente-os na Verdade ao padrão que o Senhor tem para as nossas vidas e a plena satisfação que temos ao seguir a sua Vontade para as nossas vidas.

Limite o acesso das crianças a conteúdos que possuem ativismo LGBT, limitando a programação que assistem em canais pagos ou netflix, o  tempo em que ficam na frente da televisão e celular somente para ligações (evite dar celular com muitos recursos antes dos 7 anos). Incentive-os a leitura de bons livros, brincadeiras com outras crianças, etc. Ou seja a viverem o que faz parte da fase em que vivem (INFÂNCIA).

Procurem ir a escola ou faculdade de seus filhos, para se certificarem de que estão aprendendo assuntos e matérias escolares e acadêmicas e não recebendo ideologias mentirosas, bem como induzidos a práticas e ideais contrários a Palavra de Deus. Os filhos são seus, não do ESTADO ou de movimentos feministas e LGBT.

 

Respeitamos a liberdade de escolha das outras pessoas, mas sejamos zelosos no cuidado para com nossas famílias.

“Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus.” (Atos 20 : 27)

 

 

Filipe Paulo Christian

 

Fontes:

https://br.guiainfantil.com/televisao/173-transtornos-causados-pela-televisao-nas-criancas.html

http://www.papelpop.com/2017/03/novo-power-rangers-trara-primeiro-super-heroi-gay-dos-cinemas/

http://www.papelpop.com/2017/03/qual-e-o-problema-diz-diretor-de-bela-e-fera-sobre-cena-gay/

https://noticias.gospelprime.com.br/sbt-avatar-a-lenda-de-korra-casal-lesbico/