Arquivo da tag: Mulheres

Cara, Onde Está Sua Noiva?

 

hdbebpueipde

Quando prego em diferentes lugares, uma das perguntas geralmente feita por mulheres, jovens em particular, é mais ou menos esta: “O que acontece com os homens?”

Não são mulheres zangadas. Sua pergunta é mais triste do que petulante. Não tenho muita certeza por que elas fazem essa pergunta. Talvez porque acabaram de ler meu livro, Faça Alguma Coisa (Just Do Something), e imaginam que as entendo, ou talvez pensem que eu posso ajudar. Geralmente logo depois fazem outro comentário para me exortar: “Por favor, fale aos homens da nossa geração e diga-lhes que sejam homens.”

Elas estão se referindo ao casamento. Conheci dezenas de jovens mulheres, tementes a Deus, em diversos lugares, que perguntam: “Para onde foram os homens ‘casáveis’?” Muitos comentaristas — cristãos e outros — percebem uma tendência entre os homens jovens; isto é, que eles não estão amadurecendo. Recentemente o artigo de William Bennett na CNN “Por que os Homens Têm Problemas” (Why Men Are in Trouble) chamou muita atenção. O ponto alto está resumido na sentença final: “Chegou a hora dos homens serem homens.” Parecem até palavras bíblicas (1 Coríntios 16.13).

Virtualmente cada pessoa solteira que eu conheço quer se casar. E mesmo assim, leva cada vez mais tempo o adiamento do casamento. Os padrões culturais têm algo a ver com isso. A economia ruim também não ajuda. Mas existe mais alguma coisa que confunde. Visite qualquer igreja e você vai conhecer mulheres cristãs atraentes, inteligentes, maduras que querem se casar e praticamente nenhum homem para cortejá-las. Geralmente essas mulheres estão em cursos de pós-graduação e podem até estar iniciando uma carreira. Mas não são feministas. Estão ansiosas para abraçar o papel de esposa e mãe. A maioria das mulheres que conheci não despreza o papel de ajudadora. Parece que simplesmente não existem muitos candidatos por aí.

 

O que está acontecendo? Por que existem tantas jovens mulheres solteiras, com formação universitária, que levam a sério o cristianismo, comprometidas com a igreja, mulheres bem resolvidas que não encontraram um companheiro, e não vêem quaisquer possibilidades no horizonte?

Talvez as mulheres tenham padrões inatingíveis. É uma possibilidade em algumas circunstâncias. Tenho certeza de que há alguns rapazes lendo isto e dizendo: “Eu tenho cortejado essas jovens, Kevin! E elas me desprezaram.” Algumas mulheres talvez estejam esperando um Príncipe Encantado. Mas na minha experiência esse não é o grande problema. Padrões exagerados? Não geralmente. Alguns padrões? Com certeza!

Em outros casos, algumas mulheres talvez estejam tão ansiosas para se casar que tornam nervosos os candidatos que demonstram algum interesse. Existe uma linha tênue entre antecipação e desespero. Os homens não dispostos a discutir detalhes do casamento após o primeiro encontro… Eles entram em pânico — e ficam bem assustados.

Esse caminho de solteirice prolongada é um caminho de duas mãos. Mas penso que o problema reside principalmente nos homens. Ou pelo menos, sendo homem posso identificar os problemas dos homens mais depressa. Vejo duas situações.

Primeira, os homens cristãos que são “bons rapazes” precisam ter um pouco de — qual é a palavra que estou procurando — de ambição. Os pastores, em algum ponto, têm ralhado contra o vídeo games. Mas o problema não está realmente nisso, mas o que isso pode representar (mas nem sempre). É o quadro de um rapaz com 20 e poucos ou 30 e poucos anos que não parece querer nada da vida. Talvez tenha um emprego. Talvez more ainda com seus pais. Essas coisas estão fora de controle. Há uma diferença entre um indivíduo que está se esforçando para conseguir alguma coisa e outro que parece satisfeito em assistir filmes, comer pizzas congeladas em um minúsculo apartamento, assistir futebol 12 horas no sábado, aparecer na igreja durante uma hora no domingo e, então, voltar para casa a fim de assistir mais futebol.

Não acho que as mulheres jovens estejam esperando um “Príncipe Encantado”,  que já tenha duas casas, três carros e uma personalidade como a de Dale Carneggie. Simplesmente querem um homem com alguma substância. Um homem que tenha planos. Um homem com alguma profundidade intelectual. Um homem que tome iniciativas e saiba conversar. Um homem que tenha consistência. Um homem que leve a serio o seu trabalho e não brinque com a sua fé. Um homem com um pouco de vontade de ter sucesso na vida. Um homem que possam imaginar sustentando uma família, orando com os filhos na hora de dormir, cortando a grama no sábado, e disposto a levar a família à igreja aos domingos. Onde estão os garotos que querem se transformar em homens?

A segunda situação talvez seja simplesmente que não tenhamos bastante homens na igreja. Talvez o problema maior não seja com os simpáticos rapazes cristãos que não têm ambição, nem maturidade e compromisso. Talvez tenhamos muitos homens assim na igreja, mas estejam todos casados e não têm muitos irmãos andando por aí. Não sei qual é o problema maior, a falta de homens bons ou a falta de homens em geral. Talvez haja uma combinação das duas coisas. A igreja precisa educar os rapazes que tem. E com “educar” não quero dizer “dar um polimento” e integrá-los em um ministério para solteiros para escolher uma companheira. Eu não creio que a maioria dos cristãos solteiros esteja à procura de uma comunidade cristã cheia de intrometidos. Mas uma igreja cheia de homens piedosos, envolvidos, respeitáveis e respeitados, maduros. É um projeto que vale à pena iniciar.

Portanto, o que se pode fazer a respeito de um grupo cada vez maior de mulheres solteiras? Quatro coisas me vêm à mente.

Todos devem orar. Orar para receber o cuidado providencial de Deus, crendo que a piedade com alegria é um dom. Se você é solteira, ore mais por um tipo de cônjuge que você deve ser do que o tipo de cônjuge que você quer ter. Ore também pelos casais e famílias da sua igreja. Se você é casada, ore pelas pessoas solteiras de sua igreja, pelos que nunca se casaram e aqueles que estão divorciados ou viúvos. Todas as pessoas devem orar para começar a servir o Senhor agora, não importa qual seja o estágio da vida em que se encontra ou deseja estar.

Mulheres, não se fixem na busca de um compromisso cristão sólido no casamento, mas certifique-se que sua lista de exigências não exclua a todos os homens, exceto o “Sr. Perfeito”.

Igrejas, não transformem a igreja numa imensa caverna de homens ou de machismo, mas pensem por que sua igreja foi desnecessariamente emasculada. Vocês desafiam e exortam? Vocês cantam hinos a Jesus que os homens possam cantar com sinceridade? A “comunhão” na sua igreja sempre focaliza atividades nas quais os homens tipicamente não se qualificam como ficar sentado e falar sobre seus sentimentos: Sua igreja pretende especificamente discípular os homens — particularmente homens jovens no colegial ou na faculdade? Agarre-os enquanto jovens e os faça crescer na adolescência e não mais tarde.

Homens, vocês não precisam ser ricos e não precisam escalar posições de liderança. Vocês não precisam ter carros e deixar a barba crescer. Mas chegou a hora de tomar uma pequena iniciativa — na igreja, na sua carreira e com as mulheres. Parem de dar voltas e procurem um alvo. Provavelmente é uma boa idéia parecer um pouco mais com o seu avô e um pouco menos com o Capitão Jack Sparrow. Menos ainda com o Peter Pan. Dêem provas de ambição piedosa. Assumam alguns riscos. Parem de namoricar e — se Deus não o estiver chamando para um serviço celibatário — comecem a procurar uma esposa.

 

Traduzido por: Yolanda Mirdsa Krievin

Do original em inglês: Dude, Where’s Your Bride?.

Autor Kevin DeYoung

O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

O que os homens de hoje deveriam estar aprendendo?

Afequenosune

Texto-Bíblico: 1 Reis 2:1-2

Existem valores e atitudes que tem sido esquecidas, abandonadas e até mesmo desprezadas nos dias atuais pelo o mundo de forma geral. E mesmo dentro das igrejas, temos um discurso que não tem condiz com a nossa prática no dia a dia.

Todo homem deve ter e manter valores e atitudes que os tornem homens melhores, diferentes e que os façam ser excelentes referenciais para as futuras gerações.

Entendo e creio que quando Cristo reina em nossos corações e vidas, nossos valores e atitudes vão se tornando a medida que nos relacionamos com Ele por meio das disciplinas espirituais (oração, leitura e estuda da Bíblia, jejum, obediência, comunhão com a igreja local, etc.), conformes o do nosso Senhor Jesus Cristo.

Já se em nossos corações quem reina é o nosso próprio ego ou algum tipo de ídolo (sexo, dinheiro, entretenimento, vícios, ídolos religiosos, etc.) nossos valores e atitudes irão tomar a forma dessas mesma coisas (Salmo 115:1-8).

Quem ou o quê tem reinado em seu coração e vida? E quais são os valores e atitudes que os homens de hoje deveriam estar ensinando e aprendendo?

– Serem Homens de Verdade!

1 Reis 2:1-2

Vivemos um tempo horrível e deprimente, onde os homens estão literal e totalmente abandonando suas responsabilidades e obrigações como homens. Basta vermos a quantidade de mães solteiras, a criminalidade que só aumenta e a vítimas também, a quantidade de crimes cometidos contra as mulheres e crianças, homens que tem abraçado o homossexualismo e toda prática sexualmente depravada, etc.

– Valorizarem e cuidarem de suas próprias famílias.

1 Timóteo 5:4,8 e 16

Os homens da atualidade parecem se importar cada vez mais e somente consigo mesmos. E menos com suas próprias famílias. Podemos ver isso desde simples atitudes de carinho e respeito que faltam, quanto atos cometidos contra a sua própria família ou outras famílias.

Literalmente, famílias estão sendo destruídas, arruinadas e roubadas por que lhes faltam homens que liderem, protejam e cuidem de suas próprias famílias.

– Como tratar, amar e cuidar de uma mulher

Efésios 5:25-33

Os homens de hoje em dia parecem pensar que devem e podem tratar as mulheres de todo jeito que quiserem. E que elas são meros objetos do seu próprio e egoísta prazer sexual. E infelizmente aprendem isso através de amigos, parentes, colegas de trabalho/escola e até mesmo por pais que abandonam seus lares e famílias por outras mulheres.

Os homens de hoje precisam aprender a como se relacionar e tratar as mulheres de maneira geral e, mais especificamente as suas próprias mulheres – ou aquelas que fazem parte de sua vida – como suas esposas, mães, filhas, parentes, amigas, colegas de trabalho, etc.

Bem como a assumirem e construírem relacionamentos duradouros e saudáveis (namoro, noivado e casamento). E agir e reagir com amor altruísta pelas mulheres, ajudando-as em suas fraquezas e dificuldades.

– Serem protagonistas de sua própria história (em casa, no trabalho, na escola, na igreja, na comunidade/bairro, na cidade e no mundo).

Josué 24:14-15/ 1 Samuel 17

É lamentável ver homens que não tomam iniciativa de paquerar e conquistar uma mulher, antes as mulheres é que acabam tomando essa atitude. De arrumar um emprego ou mesmo abrir um pequeno negócio, de assumir um cargo de liderança em suas igrejas, de iniciarem e concluírem com sucesso um curso superior, etc.

Falta aos homens de hoje, coisas simples e fundamentais a nossa formação como homens: iniciativa, pró-atividade, atitude e garra para conquistar, ter e realizar o que se quer.

– Serem mais úteis do que inúteis.

Marcos 9:33-36; 10:35-45/ João 13:1-17

Vivemos dois paralelos perigosos hoje em dia. Ou vivemos num ócio imenso, enfrente a um computador, televisão, celular. E sobrevivendo as custas dos nossos pais ou mesmo mulheres. Ou nossa vida se resume a meramente: futebol, beber, usar drogas, pegar cada vez mais mulheres, festas, etc. Uma vida egoísta e autodestrutiva mesmo.

E ao vivermos em algum desses dois paralelos, corremos o risco sério de sermos homens inúteis, fúteis e desprezíveis. Precisamos aprender a servir aos outros. A conjugar e praticar palavras como servir, mas também colaborar, ajudar, socorrer, amparar, cuidar e abençoar.

O famoso pregador metodista Jonh Wesley já dizia: “Senhor, não permita que sejamos inúteis”. Ou que vivamos vidas inúteis.

– Viverem e morrerem Pela Verdade

Atos 4:18-20/Efésios 4:11-15 e Judas v.3

Em um tempo de agitação política e disputas ideológicas, que muitos vivem, lutam e morrem por partidos políticos, movimentos sociais ou ideológicos, políticos corruptos, etc. Realmente vivem e relativizam a verdade e a mentira, o que é bom e o que é mau, o certo e o errado, o justo e o injusto, o herói e o vilão.

Só que se esquecem que não existe neutralidade ou algo entre a verdade e a mentira. Ou estamos de um lado ou do outro. É triste quando vejo homens cristãos (ou que se dizem cristãos) defenderem políticos corruptos, bem como seus partidos. Ou mesmo levantarem uma bandeira ideológica que além de ir totalmente contra a Palavra de Deus, vai de encontro frontal a tudo o que as ciências biológicas e médicas estabelecem como sendo macho e fêmea.

Realmente, a geração atual perdeu os valores e atitudes que mantém os homens como sendo homens. Que mantém uma família, igreja, empresa e nação de pé. Vemos uma cada vez maior liquidez de valores e atitudes que formaram os homens do passado e que raramente vemos nos dias de hoje.

Até mesmo dentro de muitas igrejas vemos isso, precisamos resgatar e trazer de volta esses valores e atitudes, bem como tantos outros que a Palavra de Deus nos ensina.

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Amor somente em palavras, como assim?

08-5-600x400

Texto-Bíblico: João 3:16/ 1 João 3:16

É muito mais fácil falar do que expressar o amor por sua namorada, noiva ou esposa além das palavras que ela já deve estar acostumada a ouvir em diversos momentos. Infelizmente, esse é um mal da grande maioria dos homens, se não todos.

Após o período de conquista e primeiros meses ou anos de um relacionamento amoroso, onde além das palavras haviam atitudes que expressavam amor pela pessoa amada. Costuma-se cair no hábito de resumir nosso amor, afeto, carinho e consideração por nossas amadas as poucas, pobres e vazias palavras de ‘eu te amo’.

Daí, fica-se a pergunta: acabou o amor?

Claro que não, mas infelizmente muitos homens pensam que basta somente dizer ‘eu te amo’, que está tudo resolvido e as mulheres felizes e satisfeitas. Não mesmo, elas precisam de algo mais…

E esse algo há mais se chama atitudes. Ou seja, que você homem, demonstre e declare de fato e em verdade esse amor que existe na sua cabeça e coração.

As palavras chaves no namoro, noivado e cada fase do casamento em relação ao amor são declarar e demonstrar, dois verbos que exigem ação e que devem andar sempre juntas.

Se você realmente quiser ter um casamento e família saudavéis, firmes e felizes, principalmente sua esposa. Declare o seu amor por ela e demonstre em atitudes diárias.

Declare – Infelizmente, existem homens que nem demonstram amor para com suas esposas, noivas ou namoradas. E nem sequer declararam de alguma forma, são verdadeiras pedras de gelo ambulantes. Não fique somente na intenção ou achando que ela sabe que você a ama. Declare, verbalize, se expresse com suas palavras.

Faça isso por cartas, bilhetes, mensagens pelo whatsapp ou demais redes sociais, gravando um vídeo para ela, agradecendo pelas boas coisas que ela faz e por quem ela é em sua vida, etc. Ou simplesmente ao elogiar, incentivar, encorajar e destacar tudo de bom, belo e importante que existe nela e que você vê ela fazendo.

Na internet, você pode encontrar excelentes dicas de como declarar o seu amor por ela. Além de bons livros a respeito.

Demonstre – Muito mais do que somente declarar ou dizer que a ama, demonstre de fato esse amor por sua amada. Através de atitudes diárias, como por exemplo, conversando diariamente com ela (todo ser humano, especialmente as mulheres amam conversar), abraçando, alisando o seu cabelo, ao dar um presente, leva-lá para passear, ajudar os seus familiares, tratá-la bem, ajudando nas tarefas domésticas, etc.

Porém, mesmo aqui, existem homens que são bons em demonstrar, mas pobres ou miseráveis em declarar-se para a sua namorada, noiva ou esposa. Seja por timidez, medo, criação e infância, ou mesmo achar que dar presentes e fazer ou dar certas coisas suprem todas as necessidades emocionais e pessoais de uma mulher.

Declarar e demonstrar devem ser uma constante em meu casamento e no seu também, una as suas palavras com suas atitudes. Isso é importante para conquistar uma namorada, mas também para regar um noivado e manter um casamento até o fim da vida de maneira a glorificar ao Senhor e satisfazer nossas amadas.

 

Deixarei alguns links úteis para saber um pouco mais sobre como se declarar e demonstrar o seu amor por sua namorada, noiva ou esposa. Mas antes gostaria de deixar três perguntas para a sua reflexão pessoal:

– Você já elogiou a sua amada hoje ou essa semana? elogiou de forma sincera?

– Seu amor é algo somente verbal, ou também é algo prático e diário?

– O que Jesus faria em seu lugar para declarar e demonstrar amor?

 

*Leia e medite nos seguintes textos bíblicos: Provérbios 5 e 6, 18:22, 30:18-19/ Todo o livro de Cantares de Salomão/ A história de Jacó e Raquel em Gênesis 29-30

 

Links com idéias Interessantes

https://br.pinterest.com/explore/presentes-rom%C3%A2nticos/?lp=true

https://familia.com.br/5962/10-presentes-originais-e-romanticos-para-o-dia-dos-namorados

https://familia.com.br/6077/7-dicas-de-presentes-originais-e-romanticos

Como dica de livros:

  • As 5 Linguagens do amor, de Gary Chapman. Edit. Mundo Cristão;
  • O amor como estilo de vida, de Gary Chapman. Editora Mundo Cristão;

 

Então, fica a dica e mãos a obra.

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian

Diga NÃO ao Abuso Infantil!

brasil-abuso-infantil-prostituicao-20140321-001-original1

Texto-Bíblico: Gênesis 34:1-31 e 2 Samuel 13

O abuso infantil ocorre quando “um sujeito em condições de superioridade (idade, força, posição social ou econômica, inteligência, autoridade) comete um ato ou omissão capaz de causar dano físico, psicológico ou sexual, contrariamente á vontade da vítima, ou por consentimento obtido a partir da indução ou sedução enganosa.

As crianças que sofrem os abusos, em geral, mudam de comportamento, podendo se tornar submissas ou violentas, amadurecer sexualmente de forma precoce ou até demonstrar repúdio quando acariciadas. Identificar e tratar este tipo de violência é importante para evitar sequelas futuras.

Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícia militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100.

Fonte: Movimento Pais no Insta

https://pt.wikipedia.org/wiki/Abuso_sexual_de_menor

Link para Mais conteúdos em Vídeos (campanhas, curta metragem e dicas para prevenir e proteger seus filhos)

https://www.youtube.com/watch?v=O1C9WdNdyYI

https://www.youtube.com/watch?v=d4kiduhsCco

https://www.youtube.com/watch?v=URB_oB6t8Aw

https://www.youtube.com/watch?v=_EiJZV1jT6o

https://www.youtube.com/watch?v=ip8qExflFBk

https://www.youtube.com/watch?v=DnoJH-PqFFw

https://www.youtube.com/watch?v=IySSJbASwVM

 

Em Cristo Jesus,

Filipe Paulo Christian