Arquivo da tag: Mulheres

Conselhos Práticos e as Diferenças no Discipulado de Homens e Mulheres

Small Groups (people engaged)
Débora me chamou na sexta-feira porque estava passando por um momento difícil em seu casamento. Como muitos pastores, eu regularmente apago incêndios como esse. Eu conversei e orei com ela, e depois liguei para o seu marido para conversar sobre a situação.

Há mil questões nas quais tenho que meditar quando pastoreio João e Débora (que não são seus nomes verdadeiros). Eu invisto mais tempo em João e indico a Débora uma mulher piedosa? Eu encontro ambos para aconselhamento conjugal? Devo encontrar com Débora e, se sim, qual é a minha responsabilidade pastoral para com ela?

Mas não são apenas questões práticas com as quais preciso lutar em uma situação como essa. Em um nível mais básico, como o ensino bíblico sobre homens e mulheres fundamenta meu trabalho pastoral?

“Complementarismo” é um termo para o ensino bíblico que chama homens a uma liderança sacrificial tanto em casa quanto na igreja, e chama mulheres a alegremente se submeterem à mesma liderança.

Este curto artigo discorre sobre como o complementarismo afeta os detalhes práticos do aconselhamento e do discipulado. Duas questões definirão a nossa discussão: 1) Em que um pastor precisa pensar ao discipular e aconselhar um homem? 2) Em que um pastor precisa pensar ao discipular ou aconselhar uma mulher?

Pensamentos sobre o pastor discipulando homens

O que um pastor precisa ter em mente quando discípula e aconselha homens?

Uma visão bíblica para o discipulado masculino

Comecemos com uma visão bíblica para discipular homens: devemos encorajar a semelhança com Cristo através de discipulado pessoal. Homens cristãos mais velhos devem deliberadamente investir em homens cristãos mais jovens, encorajando seu crescimento espiritual (Tt 2.1).

Nossa visão bíblica pode ser expandida em duas maneiras específicas: 1) devemos encorajar homens a amar a Palavra de Deus (Sl 1.2; Js 1.8) e a amar o povo de Deus (Ef 4.11-16); 2) devemos encorajar os homens a uma liderança forte, sacrificial e servil no lar e na igreja. Homens são chamados a olhar para Cristo, imitando o seu serviço sacrificial que concede vida (Ef 5.21-33).

Estratégia prática para o discipulado masculino

Movendo da visão para a estratégia, vale a pena notar que pastores frequentemente negligenciam o desenvolver de fortes homens líderes na congregação, porque usam o seu tempo e energia defensivamente. A tirania da urgência governa as suas agendas. Eles permitem que seu tempo seja gasto de maneira reativa a várias crises, ou preparando lições, sermões e eventos para o domingo seguinte. Como resultado, muitos pastores não têm estratégia de longo prazo para cultivar liderança masculina na igreja e em casa. Como conseguimos tal estratégia?

Comece com pouco. Escolha poucos homens que têm o potencial para ser bons líderes e organize almoços regulares com eles. Seja proativo em construir um relacionamento com esses homens. E, se você tem uma equipe de liderança, encoraje-os a fazer o mesmo.

Discipular homens é extremamente importante. Como pastor, você deve ser exemplo para outros nisso. Mas se você quer mais resultados, você pode considerar desenvolver um grupo de discipulado masculino que ajude os homens a pensar teologicamente a respeito de tudo na vida. Escolha bons recursos teológicos que ajudem os homens a aplicar teologia a questões como casamento, comunicação, finanças, sexo, paternidade, trabalho secular, etc. Você pode encontrar um bom exemplo desse tipo de desenvolvimento de liderança no livro do pastor Mike McKinley Plantar Igrejas é Para os Fracos (veja o capítulo sete).

Pensamentos sobre o pastor discipulando mulheres

Se pastores deveriam discipular homens para serem líderes no lar e na igreja, como isso difere de discipular mulheres?

Uma visão bíblica para o discipulado feminino

Comecemos novamente com uma visão bíblica. Assim como com os homens, os pastores deveriam buscar encorajar uma maior semelhança com Cristo em discipulado pessoal, só que nesse caso, as mulheres devem fazer a grande maioria desse discipulado. No curso normal dos relacionamentos na igreja, os homens devem discipular homens e mulheres devem discipular mulheres. Então encoraje cristãs mais velhas a investir nas cristãs mais novas, ajudando-as a crescer espiritualmente, o que é precisamente o que Paulo manda Tito a fazer, ou seja, instruir as mulheres em sua igreja (Tt 2.3-5).

Como, então, um pastor (que é homem) deveria pensar sobre conhecer, cuidar e pastorear as mulheres em sua congregação?

Se pensamos em discipulado como orientação de longo prazo deliberada, não parece sábio que um pastor discipule uma mulher (por exemplo, encontrando-se com ela semanalmente ao longo de um ano). Nós devemos reservar esse tipo de orientação espiritual intensa para relacionamentos de gêneros específicos. Nos resta, então, o aconselhamento, que é uma atividade  de curto prazo.

Embora alguns argumentem que pastores nunca deveriam aconselhar uma mulher, isso não parece estar em concordância com o que a Escritura diz sobre o pastor conhecendo todas as suas ovelhas (At 20.28; Jo 10.12, 16), e o exemplo específico que Jesus define para nós. Em João 4, Cristo tem uma conversa muito pessoal com uma mulher samaritana, entre os dois somente. Pastores precisam sim pastorear pessoalmente as mulheres em suas congregações.

Quais são algumas das coisas específicas que os pastores deveriam encorajar as mulheres a fazer? Pastores devem encorajar o amor delas pela Palavra e pela igreja, o respeito pela autoridade, o desejo de tornar o lar primário (mesmo que elas trabalhem fora de casa) e o crescimento em evangelismo pessoal. Para mulheres casadas, os pastores devem encorajar a suscetibilidade à liderança do marido. Para mulheres solteiras, os pastores devem encorajá-las a seguir a autoridade piedosa na igreja, especialmente quando seu pai não está envolvido espiritualmente em sua vida.

Ainda assim, os pastores devem primariamente buscar pastorear mulheres nesses caminhos através da capacitação de mulheres na congregação para discipular outras mulheres. Como pastores podem facilitar e construir essa cultura de mulheres discipulando mulheres?

Estratégia prática no discipulado feminino

Para construir uma cultura na igreja que encoraja o discipulado entre mulheres, os pastores devem ensinar sobre a importância do discipulado sempre que isso naturalmente surgir na Escritura durante uma série de sermões nos domingos. O objetivo nisso é encorajar as mulheres mais velhas da igreja a discipular as mais jovens.

Podemos também ensinar sobre discipulado em outros locais. Por exemplo, na minha igreja nós regularmente oferecemos um seminário no sábado sobre discipulado para ajudar novos membros a pensar em como serem discipulados e em como discipular outros. Também oferecemos uma classe de EBD de três meses de duração sobre discipulado todos os anos. Na última vez que ensinamos na classe, eu abordei várias mulheres mais velhas na igreja e as encorajei a participar. Ensino e modelo ajudam a construir uma cultura na igreja que leva a sério o discipulado.

Essas são algumas maneiras de construir uma cultura de discipulado, mas como o pastor pastoreia pessoalmente os membros do sexo feminino? Obviamente, haverá diversas oportunidades para fazer reuniões de aconselhamento em grupo, onde o pastor fornece conselhos gerais e aconselhamento bíblico para os problemas diários da vida.

Se o problema requer mais do que uma reunião, o pastor tem que julgar quando o aconselhamento de curto prazo precisa passar a ser um discipulado de longo prazo. Mas antes que as coisas sequer alcancem esse ponto, muitos pastores precisam parar de se reunir por causa das pressões de suas agendas cheias. Ao invés de eles mesmos se reunirem com as mulheres, eles sabiamente conectam o membro do sexo feminino com outra pessoa na igreja (como um membro feminino da diretoria, a esposa do pastor ou uma mulher mais velha na congregação) ou alguém de fora que possa ajudar (como uma conselheira local ou uma organização para eclesiástica que seja especializada em questões como violência doméstica).

 

Para aconselhar mulheres sabiamente, os pastores precisam criar alguns limites:

Limite o número de reuniões que você tem com qualquer mulher. Você deve ser cuidadoso para não alimentar uma dependência emocional do pastor. Especialmente, no caso de mulheres em maus casamentos, você não deve ser um substituto emocional ou espiritual de seus maridos.

Seja muito, muito cauteloso com mulheres emocionalmente dependentes. Mulheres muito necessitadas anseiam por encontrar um homem que deem atenção a elas, e pastores frequentemente possuem um ouvido compreensivo e são bons ouvintes. Embora você deva sim oferecer aconselhamento gentil e piedoso, você não deve alimentar intimidade ou dependência emocional errôneas.

Sempre que possível — dependendo da situação de sua família — inclua a sua esposa

Certifique-se de fazer o aconselhamento em um gabinete onde você seja sempre muito visível. Coloque a sua cadeira na linha de visão daqueles fora do gabinete. Se a porta do seu gabinete não tiver vidro, substitua por uma que tenha.

Faça aconselhamento com mulheres apenas durante horário comercial, para que a secretária da igreja ou outros funcionários estejam presentes no prédio da igreja. Nunca fique sozinho com uma mulher na igreja para que você seja sempre irrepreensível (1Tm 3.2).

Se possível, posicione a mesa da secretária próximo à porta do seu gabinete

Alguns pastores preferem manter a porta escorada levemente aberta (ou totalmente aberta), certificando-se de que, caso a secretária ouça a conversa, mantenha o sigilo.

Não faça aconselhamento em uma parte isolada da igreja, mas em algum lugar onde haja bastante movimento, com pessoas passando constantemente.

Certifique-se de que pelo menos um membro da diretoria conheça (ou pelo menos tenha acesso à) sua agenda. Se ninguém mais sabe o que você está fazendo, há mais potencial para você esconder coisas.

Certifique-se de que você tenha uma prestação de contas regular com outro pastor ou líder em sua igreja, o que inclui conversar sobre as suas mais difíceis situações de aconselhamento.

O privilégio de pastorear o rebanho de Jesus

Que privilégio imenso é ser um pastor auxiliar de Jesus. Quer sejam homens ou mulheres, esperamos cuidar bem das ovelhas confiadas ao nosso cuidado. Pastores, aprendam com o exemplo de Cristo: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas” (Jo 10.11).

 

 

Autor: Deepak Reju

Fonte: 9Marks

Tradução: Alan Cristie

Via: Ministério Fiel

http://reformados21.com.br/2017/09/20/conselhos-praticos-e-as-diferencas-no-discipulado-de-homens-e-mulheres/

 

Anúncios

Mulheres e Homens Cristãos Podem ser Amigos?

 

o-jeito-certo-de-chamar-um-homem-para-conversar388-min
A questão é um barril de pólvora. Aqueles que respondem imediatamente “sim” podem arremessar tantos barris de evidência anedótica como aqueles que gritam “não”. Poucos tratam isso como uma questão legítima – as opiniões são dadas num tom que implica que a própria questão viola o senso comum. São dadas respostas diferentes. Diferentes passagens são citadas. Diferentes colinas são construídas e desfeitas. Então, as mulheres e os homens cristãos podem ser amigos?

Para começar, vários tipos de amizade homem-mulher merecem atenção única.

Uma mulher solteira e um homem casado;

Uma mulher casada e um homem solteiro;

Uma mulher casada e um homem casado;

Uma mulher solteira e um homem solteiro.

Como são essas amizades? Elas deveriam existir? Deus as proíbe, ou são elas vitais para o corpo de Cristo? Elas são obviamente inapropriadas ou inegavelmente essenciais na comunidade religiosa saudável? Parece-me, depois de considerar a evidência bíblica, que as amizades entre homens e mulheres se inclinam ainda mais a um processo que existe em todas as amizades:

Ponderação sobre os riscos da relação;

Implementação de limites necessários e amorosos na relação;

Colheita dos benefícios únicos que exaltam a Cristo na relação.

Normalmente, passamos por esse processo inconscientemente com cada nova relação: avaliando se a relação será prejudicial a nós mesmos ou desobediente a Deus; e se não for, identificando parâmetros saudáveis ​​para tornar a relação tão frutífera quanto possível e, finalmente, desfrutando os benefícios contínuos do relacionamento.

Ao fazermos a pergunta: “Mulheres e homens podem ser amigos?”, Devemos compreender que cada nova possibilidade de amizade entre uma mulher e um homem pode exigir um “não” ou um “sim” em várias circunstâncias ou em vários estágios da vida.

Riscos Inevitáveis

Uma vez que qualquer amizade piedosa entre homens e mulheres será a amizade entre dois discípulos de Cristo, o primeiro passo para construir essa amizade é “fazer as contas dos gastos, para ver se tem o suficiente para completá-la” (Lucas 14:28). Informação o suficiente. Auto-controle o suficiente. Comunhão o suficiente. Sabedoria o suficiente.

As amizades entre homens e mulheres podem levar a sentimentos não recíprocos.

Uma pessoa tem intenções completamente inocentes e amigáveis, e a outra se apaixona. Entre uma pessoa casada e qualquer pessoa que não seja seu cônjuge, a amizade deve terminar imediatamente.

Mas, mesmo entre pessoas solteiras, os perigos são significativos. A amizade homem-mulher sempre traz a possibilidade de estranheza, de conflito, de mágoa. Alguém está pensando: “Isto está levando a algum lugar?” E a outra não está. Isso é chamado de “friendzone”, e é muito fácil para as placas tectônicas do desejo criarem amizades quentes e que despertam o desejo nas quais esse calor é, de fato, causado por motivações que se movem em direções opostas.

Quer sejamos os desejantes ou os desejados, sejamos honestos com nós mesmos: ambos realmente queremos a mesma coisa dessa amizade? Se não nos fizermos essa pergunta, alguém acabará arcando com as graves consequências.

As amizades entre homens e mulheres podem provocar a tentação sexual

Se nós cegamente caminharmos pelas amizades entre homem e mulher com a noção ingênua de que elas não são diferentes de amizades entre pessoas do mesmo sexo, estamos cega e perigosamente equivocados. Elas são diferentes. Tendências trágicas e dolorosas na igreja sugerem que aventuras amorosas muitas vezes começam sutilmente ou mesmo inocentemente, e terminam em terrível destruição. Padrões de intimidade um a um entre membros do sexo oposto cultivam naturalmente o tipo de intimidade que leva ao romance.

Salomão escreve: “Um homem perverso… tem no coração o propósito de enganar, continuamente semeando discórdia; Então a desgraça se abaterá repentinamente sobre ele; de um golpe será destruído, irremediavelmente” (Provérbios 6:12, 14-15).

Esta é a atitude errada: “Não estamos sendo imprudentes. Não há nada com o que se preocupar. Não é assim.” A calamidade da fornicação quase sempre ocorre de repente. Sempre nos surpreende. Sempre aparece na nossa porta com um sorriso inocente. Ou talvez nos leve à porta de outra pessoa. Ao sofá de alguém.

A fagulha da imoralidade sexual pode ter a diferença de uma polegada, de um olhar. A questão que devemos nos perguntar honesta e consistentemente é: “A estrutura de nosso relacionamento parece ser a de um incêndio florestal?” Se a sua atitude em relação à sua intimidade é descuidada, é provável que ela se incendeie.

As amizades entre homens e mulheres podem comprometer o casamento

É comum que as pessoas solteiras sejam demonizadas como “sedutoras” ou como “iscas”, enquanto as pessoas casadas são apenas vítimas de amantes devoradores. No entanto, parece que a tentação muitas vezes anda do lado contrário, da pessoa casada para a solteira; por exemplo, José e a esposa de Potifar (Gênesis 39:11-18), ou pelo menos ambígua, no caso do membro da igreja e a esposa do seu pai (1 Coríntios 5:1).

O ponto não é condenar ou idolatrar qualquer estado civil como mais protegido que o outro. O ponto é reconhecer o elemento humano comum que torna possível a subversão da aliança matrimonial se uma (ou ambas) pessoas estiverem casadas. Algumas perguntas diagnósticas são:

Estamos passando tempo sozinhos juntos?

Os nossos encontros (especialmente locais) são cada vez mais privados?

Estamos nos queixando de nossos casamentos (ou vida amorosa) um para o outro?

Estamos enviando mensagens um para o outro em particular?

Eu me encontro pensando nela (nele), ou fantasiando sobre uma vida com ela (ele)?

Sinto que estou me esquivando de uma intimidade que sob outro ponto de vista seria inapropriada?

 

Recompensas Potenciais

Uma vez considerados e ponderados os riscos de uma amizade entre homens e mulheres, podemos fazer a seguinte pergunta: “Esses riscos podem ser mitigados?” A humildade, a honestidade, a comunidade e a responsabilidade podem nos proteger das consequências iminentes e nos permitir desfrutar o bem que pode vir dessas amizades?

Deus recompensa os limites apropriados

Todo relacionamento – e todo nível de intimidade – floresce com o tipo certo de limites. E o tipo de relacionamento determina quais limites ele precisa para florescer. “O caminho da vida conduz para cima quem é sensato, para que ele não desça à sepultura” (Provérbios 15:24). Então, qual é o caminho adequado para as amizades entre mulheres e homens?

A resposta é, naturalmente, diferente para cada tipo de relacionamento. Mas o ponto é limites devem existir. Alguns exemplos seriam:

Sem mensagens de texto privadas (inclua sempre o cônjuge, ou algum amigo piedoso);

Sem encontros privados ou secretos, a (as) pessoa(s) sempre sabe (m);

Nenhuma discussão detalhada sobre casamentos ou vidas amorosas;

A sabedoria exige alguns “nãos”, a fim de manter a segurança e a integridade que levam à vida, e não o descuido ou a liberdade que levam ao pecado.

 

Deus recompensa a comunicação clara

Imaginemos o lado oposto, o pecado prospera na preguiça da ambiguidade. Sejamos honestos sobre nossas próprias intenções: por que somos realmente compelidos a construir e investir nesta amizade? É porque nós gostamos da atenção que recebemos do amigo a qual não podemos obter de um cônjuge ou de um futuro cônjuge? É porque ficamos sutilmente excitados ao flertar com os limites de algo que parece ter passado dos limites?

Deus recompensa uma resposta ponderada que reflete honestamente o estado de nossos corações. E precisamos ter cuidado, no contexto de uma comunidade rigorosa, a provar se não estamos nos enganando sobre nossas próprias intenções.

Uma vez que tenhamos sido honestos sobre nossas próprias intenções, precisamos articulá-las claramente. Somos amigos por causa da igreja, por causa de um projeto, por uma questão de desfrutar de um hobby mútuo, para servir a igreja? Tenhamos uma resposta e deixemos que as interações que se desviam do propósito acordado permaneçam fora de cogitação.

Deus recompensa a comunidade forte

É fácil para a igreja se dividir em ministérios de homens, ministérios de mulheres e ministérios de casais. Os solteiros tornam-se “carta branca”, e muitas vezes jogam fora o que poderia ter sido um sistema simples de pureza. Mas as amizades entre homens e mulheres na igreja são uma santa expressão da intimidade que Deus nos conquistou em Cristo (Gálatas 3:28), especialmente quando atraímos outros para essas amizades como salvaguardas.

Todo o esforço que colocamos tanto nos limites quanto na clareza honra e promove este dom – um dom que não deveria ser proibido, em princípio, entre o povo de Deus. Mas essas amizades só devem ser permitidas dentro do adequado “campo de visão” de pessoas informadas e envolvidas o suficiente para proteger as duas partes.

Por que Não Podemos Ser Amigos?

“Tudo é permitido, mas nem tudo convém” (1 Coríntios 10:23). O que é bom para alguns não vale a pena para todos – e pode ser prejudicial. O que pode ser uma bela e santa amizade entre um homem e uma mulher em um caso pode não ser correspondente para todos os homens e mulheres, e certamente não pode ser tido como verdade absoluta a todo homem e mulher. Agir assim simplesmente não seria sábio nem seguro.

Mas quando os riscos forem pesados ​​e as estruturas gratificantes forem estabelecidas, podemos, com uma consciência limpa, vir diante de Deus e pedir-lhe para abençoar nossas amizades com o sexo oposto. Esta confiança é obtida através de um registro maduro e piedoso: “Não se deixem enganar; de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6: 7). Mas está disponível. E é linda. E como tudo que é belo requer um paciente investimento, humildade generosa, abnegação implacável, autoconsciência e autocontrole.

Paulo nos encoraja: “Comportemo-nos com decência, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja” (Romanos 13:13). É interessante como Paulo contrapõe a “imoralidade sexual” com “comportar-se com decência, como quem age à luz do dia”. Quando nossas mensagens não são privadas, nossos encontros não são às escondidas, nossa intimidade não está coberta de sorrisos tortos, podemos participar de uma intimidade pura em amizades entre homem e mulher que é pública e louvável, cheia de graça e verdade.

“Ama o teu próximo como a ti mesmo: Eu sou o Senhor” (Levítico 19:18). Nenhuma ordenança farisaica sobre as relações homem-mulher deve inibir esse mandamento. Nem um libertário livre para fazer o que quer deve sutilmente subvertê-lo. Deus se deleita em amizades entre homens e mulheres, mas somente quando dizem algo verdadeiro e bom sobre Ele ao mundo (João 13:35). Homens e mulheres, sejamos diligentes na sabedoria, implacavelmente acima do opróbrio, e sejamos amigos em Cristo.

 

 

Autor: Paul Maxwell

Fonte: desiringGod

Tradução: Moacir Campos

Via: PNO – Perguntar não Ofende

 

http://reformados21.com.br/2017/07/31/mulheres-e-homens-cristaos-podem-ser-amigos/

Moças e rapazes solteiros podem ser apenas amigos?

7b23051b8c20b5191dce9c12eeef06dd5495eeed_hq
Semana passada estava muito feliz com um dos meus amigos solteiros, Roman, pois ele acredita ter encontrado a garota com quem deseja se casar. Naturalmente, estou feliz por ele e espero poder comparecer ao seu casamento. Meu desejo é que todos os meus amigos solteiros possam se casar.

Mas também me preocupa um pouco saber que muitos solteiros que eu queria que se casassem têm poucos amigos próximos do sexo oposto. Algo surgiu na cultura cristã que desencoraja amizades normais entre garoto e garota. É como se tivéssemos medo de que eles acabem indo para a cama se conversarem por mais de uma hora e compartilharem suas esperanças, medos ou lutas.

Enquanto isso, pressionamos rapazes e moças a se casarem se se tornam amigos (hummm, Gina, eu vi você com o Brad ontem. Tem algo rolando entre vocês dois?). Por que Gina e Brad não podem apenas se encorajarem em suas caminhadas com Deus sem fazerem muito caso de seu relacionamento? É possível para rapazes e garotas cristãs construir amizades saudáveis sem assumir que irão para o altar?

Eu creio que isso é possível. Aqui estão alguns pontos para desenvolver relacionamentos assim:

1. Veja seus amigos como família.

Paulo disse a Timóteo que deveria tratar mulheres mais velhas como mães e mulheres mais novas como irmãs (cf. 1 Timóteo 5.2). A mesma regra se aplica às garotas: vocês deveria ver seus amigos cristãos homens como irmãos. Ter essa atitude de pureza de coração torna possível uma amizade. Se um rapaz vê sua amiga mulher como uma irmã, ele não vai desejar seu corpo; pelo contrário, seu instinto será de encorajá-la. Se uma jovem vê seu amigo homem como um irmão, ela cuidará dele e orará por ele sem esperar que ele tenha sentimentos sexuais por ela.

2. Evite a “pressão dos pares”.

Em muitas igrejas hoje já uma pressão incrível para encontrar “a pessoa certa” que vai te tirar do mercado. Se você está carregando esse fardo, cada amizade com uma pessoa do sexo oposto pode ser um peso. “Ela é a pessoa certa?”. “Será que ele gosta de mim?”. “Como eu deveria me vestir?”. Essas preocupações se tornam ansiedade que pode arruinar a alegria da vida. Confie em Deus seu desejo de um cônjuge. Se você não se despreocupar, pode parecer desesperado – e isso é muito ruim. Pare de tentar fazer algo acontecer e apenas aproveite a oportunidade de conhecer uma pessoa nova. Lembre-se do Salmo 37.4: “Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.”

3. Diga adeus ao embaraço.

Antes de nos casarmos, minha esposa e eu temíamos os encontros. Chamar alguém que você mal conhece e convidá-lo para jantar ou ver um filme é assustador – e essa é a razão pela qual muitos rapazes cristãos ainda estão solteiros aos 35. Enquanto isso, garotas cristãs ouvem que devem esperar os rapazes darem o primeiro passo, e assim são condicionadas a esperarem “o convite”. Você pode deixar de lado todo esse embaraço organizando encontros de grupo: saia com vários amigos para tomar café, convide-os para cozinhar alguma coisa ou dê uma festa. Então apenas aproveitem a companhia uns dos outros. E garotas: sintam-se à vontade para iniciar os convites!

4. Redescubram a arte de conversar.

Na cultura midiática atual, esquecemos de como conversar uns com os outros. Muitos rapazes se sentem socialmente desastrados, então se afogam em videogames e se tornam ermitões emocionais. Eles precisam de amigos – incluindo amigas – para ajudá-los a sair de suas zonas de conforto. Enquanto isso, tanto rapazes quanto garotas estão tão viciados em seus telefones que não sabem como conversar por mais de uma hora sem checar suas mensagens. Se você quer ser um bom amigo, ouça, aprenda a focar na pessoa com quem você está conversando.

5. Não permita qualquer tipo insinuação.

A mensagem que recebemos da mídia é que tudo é sexo. Mas como cristão, você não precisa de dobrar perante esse ídolo. Você pode ter uma amizade significativa com uma pessoa do sexo oposto sem precisar ir para a cama com ela. Mas se você pretende manter o relacionamento puro, você precisará estabelecer alguns limites óbvios. Use o senso comum. Não use roupas reveladoras. Não se toquem de forma inapropriada. E não passe a noite na casa um do outros em nome da “amizade”. Se vocês são amigos verdadeiros, irão respeitar um ou outro o suficiente para evitar um pecado sexual do qual irá se arrepender depois.

6. Mantenha suas amizades centradas em Cristo.

Hebreus 3.13 diz: “pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia”. Esse verso se aplica a homens e mulheres solteiras também. Nós precisamos do encorajamentos uns dos outros, e Deus quer que os membros solteiros da igreja estejam envolvidos nas vidas uns dos outros. Suas ligações, mensagens e conselhos honestos podem ser o que impulsiona os projetos de seus amigos; sua bondade e suas orações podem ser o que os ajudam a superar crises difíceis. Mantenha Jesus no centro de suas amizades e não perca a bênção que esses amigos podem ser para você.
Autor:  J. Lee Grady

Tradução: Filipe Schulz

Fonte: Charisma Magazine

Via: Reforma 21
http://reformados21.com.br/2017/05/19/mocas-e-rapazes-solteiros-podem-ser-apenas-amigos/

 A PORNOGRAFIA ESTUPRA A MENTE

porno

A pornografia distorce as nossas fantasias privadas, trazendo conceitos em nossa mente que, originalmente, não existiam em nós. Trata-se de homens que dominam mulheres não só como prática sexual, mas também como um modo de ser.

 

E, com o advento da internet a pornografia se tornou ainda mais acessível e, em alguns casos, evolui para um vício e, como tal, é possível ser tratado. Ran Gavrieli trata no TEDx dois motivos pelos quais parou de ver pornografia. Primeiro pela pornografia trazer raiva e violência às suas fantasias originais, e segundo por se sentir parte da criação de uma demanda de prostituição filmada.

 

 

Ele defende que a pornografia não é o sonho de infância de ninguém e relata que antes de ver pornografia construía narrativas que eram relacionadas a ambos, e não ao prazer egoísta de satisfazer-se a qualquer custo.

 

Quando lemos o Cântico dos Cânticos de Salomão vemos que Deus concedeu o amor romântico entre marido e esposa como um maravilhoso presente, onde um deleita-se no outro emocionalmente e fisicamente. Pelo menos três dimensões centrais nos orientam nesta leitura: a autoentrega, desejo e compromisso. Não se trata da dominação de um sobre o outro, mas da entrega mútua em amor, e não apenas satisfação sexual. Para ver o vídeo de Ran Gavrieli: http://migre.me/vrTW9

Para saber como pode ser tratado: http://migre.me/vrTWC

Texto do Ministério Florê

QUALIDADE DE CARÁTER: “ESPOSO DE UMA SÓ MULHER”

m-WEDDING-COUPLE-DANCE-620x413c

Texto-Bíblico: I Timóteo 3.2b

“είναι μίας γυναικός άνδρα”

Tradução literal: “ser de uma mulher, marido”.

 O texto original enfatiza a palavra “UMA”, que aparece antecipadamente na frase, literalmente, “de uma mulher, marido”. A ideia é que uma, e somente uma mulher, está no coração e na mente de Deus. “O determinante numeral “uma”, recebe ênfase na frase, portanto se infere que o líder não pode ter nada a ver com outra mulher. O pecado conjugal desqualifica o homem para a tarefa da supervisão” (Kent Jr, em “The Pastoral Epistles”). No texto dessa perícope, Paulo está tratando sobre as qualificações exigidas (e inegociáveis) a quem desejasse a exercer o ministério de liderança na Igreja. Porém, estamos tratando de acordo como o próprio Paulo, da dramática revelação de que o casamento, e por tanto o relacionamento matrimonial, apontam para a união mística entre Cristo e Sua Igreja; logo, quaisquer que sejam as exigências ao Episcopado, aplicam-se também ao matrimônio. Embora vamos tratar diretamente do mandamento óbvio que é a total proibição do marido, homem cristão, de se ter mais de uma esposa, iremos cavar ainda mais fundo. Vamos tratar da Pureza Moral, que não se limita ao âmbito externo, referindo-se principalmente ao interno.

 

Hoje, a imoralidade sexual atinge proporções de uma epidemia no Brasil e no mundo. Vimos esses dias, o caso (ainda não plenamente esclarecido), do suposto estrupo de uma jovem de 16 anos por 33 homens! E por consequência, vimos, a absurda e surreal, imoralidade que é fato concreto nos bailes funk, festas e tantos outros lugares. Moças que voluntariamente se entregam a luxuria extrema; (embora não haja o conceito de luxuria mínima), onde orgias, bacanais, drogas e bebidas, são complementos de uma alma vazia, que grita por afirmação. E a imoralidade não está apenas nas periferias, em cima dos morros; em muitos lares ditos cristãos, impera uma vida de máscaras e marcas. Algumas pesquisas sugerem, que um em cada três homens casados no Brasil, já traíram a esposa.

 

A pornografia talvez seja a arma atual mais eficaz do inimigo para derrubar, desqualificar e destruir. Estamos em estado de guerra! Quero dividir alguns fatos, levantado por meio de pesquisas (pg. 32 do livro ”Homem nota 10”, de David Merkh):

 

• Em 2007, a pornografia global rendeu cerca de U$ 20 bilhões.

 

• Em 2012, A Academia Americana de Advogados Matrimoniais (EUA) relatou que:

Ø 68% dos divórcios envolviam um conjugue que encontrou um (a) amante na internet;

Ø 56% dos divórcios envolviam um conjugue com um interesse obsessivo por sites pornográficos;

Ø 47% dos divórcios envolviam tempo excessivo no computador;

Ø 33% dos divórcios envolviam tempo gasto em salas de bate papo

– de acordo com dados sobre uso da internet, aqueles que frequentam cultos religiosos são 26% menos inclinados a ver pornografia do que aqueles que não frequentam a Igreja.

 

• Em 2006 uma pesquisa calculou que:

Ø Até 50% dos homens que se dizem cristãos e 20% das mulheres que se dizem cristãs tem um vício pornográfico.

Ø 33% dos pastores admitem que já visitaram um site de pornografia explicita.

Ø 75% dos pastores disseram que não prestam contas a ninguém pelo uso da internet.

 

• Em 2002, dos 1.351 pastores entrevistados, 54% deles disseram que haviam acessado pornografia na internet no ultimo ano, e 30%, nos últimos 30 dias (Pornography Statistics [Covenant Eyes, 2013].

 

No site www.covenanteyes.com, encontra-se mais de 250 estatísticas, citações e outras informações de pesquisa feitas sobre pornografia, especialmente entre cristãos).

 

Felipe Rocha

 

Trecho do estudo ministrado em Junho/2017 aos Homens de Honra (O Homem e sua mulher; o desafio de amar em meio às tempestades da vida). Você pode ter acesso a esse e todos os demais estudos! Gratuitamente! Baixe nosso aplicativo, clicando nesse link: http://app.vc/homens_de_honra_cv

 

Homens (e Mulheres) que Leram a Bíblia

3822398107-biblia-prisao

Hoje, dia 10 de Dezembro é celebrado o Dia da Bíblia – O Livro de Deus. Por meio dela conhecemos e sabemos quem Deus é, quem nós somos e porque estamos aqui.

É interessante refletir sobre o que homens de diversas épocas, contextos históricos, lugares e idades falaram a respeito da Bíblia.

Neste dia, lhe convido a ler a Bíblia com um olhar e espírito de Gratidão ao Senhor, bem como a tantos homens e também mulheres que deram suas vidas para que hoje possamos ter, ler e viver segundo a Vontade de Deus revelada em Sua Santa e Perfeita Palavra – a Bíblia.

Vejamos o que já foi dito a respeito da Bíblia:

“Considero as escrituras Sagradas a filosofia mais sublime. ” (Isaac Newton – Físico e Matemático)

“Todas as descobertas humanas parecem ter sido feitas, com o único propósito de confirmar cada vez mais fortemente as verdades contidas nas Sagradas Escrituras.” (Isaac Newton – Físico e Matemático)

“ Eu amo a Bíblia. Eu a leio todos os dias, e quanto mais a leio mais a amo. Há alguns que não gostam da Bíblia. Eu não os entendo, não compreendo tais pessoas; mas eu a amo; amo a sua simplicidade, e amo as suas repetições e reiterações da verdade. Como disse: eu leio-a cotidianamente e gosto dela cada vez mais.” (D. Pedro II – Imperador Brasileiro)

“É impossível governar bem o mundo sem Deus e sem a Bíblia.” (George Washington – Presidente dos Estados Unidos)

“ Creio que a Bíblia é o melhor presente que Deus já deu ao homem. Todo o bem da parte do Salvador do mundo, nos é transmitido mediante este livro.” (Abraham Lincoln – Presidente dos Estados Unidos)

” O evangelho não é simplesmente um livro, mas uma força viva, um livro que sobrepuja a todos os outros. A alma jamais pode vaguear sem rumo se toma este livro por seu guia.” (Napoleão Bonaparte – General Francês)

“ A Bíblia não é um simples livro, senão uma criatura vivente dotada de uma força que vence a todos quantos se lhe opõem.” (Napoleão Bonaparte – General Francês)

“ A Bíblia é mais atual do que o jornal que irá circular amanhã.” (Billy Graham – Pregador do evangelho)

“ Se estivesse a ser posto em prisão e pudesse levar um livro, somente escolheria a Bíblia.” (Goethe – Escritor e poeta alemão)

“ A existência da Bíblia, como livro para o povo, é o maior beneficio que a raça humana já experimentou. Todo o esforço para depreciá-la é um crime contra a humanidade.” (Immanuel Kant (Filósofo alemão)

“A Bíblia, toda a Bíblia e nada mais do que a Bíblia, é a religião da Igreja de Cristo.” (C. H. Spurgeon (Pregador britanico)

“ A Bíblia é o livro que responde às perguntas de uma criança e resiste à sabedoria dos sábios.” (Bettex)

“ Toda esperança do progresso humano depende da influência sempre crescente da Bíblia.” (W. H. Seward – Governador de Nova York)

“ Há muitos anos que adoto o costume de ler a Bíblia toda, uma vez por ano.” (John Q. Adams – Diplomata americano)

“ A Bíblia irá lhe dar vida se a ler! Muitos que começaram a lê-la criticamente, renderam-se ao poder sagrado e substituíram o ceticismo pela fé.” (Raymond L. Cox – Evangelista internacional)

“ Em todas as minhas angústias e perplexidades a Bíblia nunca deixou de me fornecer luz e vigor.” (Robert Lee – General americano)

“ A leitura da Bíblia já de si é uma educação.” (Lord Tennyson – Poeta inglês)
“A bíblia é uma janela neste mundo-prisão, através da qual nos é possível divisar a eternidade.” (Timoty Dwight)

“A Bíblia vale a soma de todos os outros livros que já se imprimiram.” (Patrick Henry)

“A Bíblia nos ensina a amar o próximo e também a amar nossos inimigos provavelmente porque eles são, em geral, as mesmas pessoas.” (Mark Twain)

“Um bom conhecimento da Bíblia vale mais do que uma educação superior. Quase todas as pessoas que com o trabalho de suas vidas acrescentaram algo para o conjunto das realizações humanas… basearam o seu trabalho grandemente nos ensinamentos da Bíblia.” (Theodore Roosevelt)

“É impossível escravizar mental ou socialmente um povo que lê a Bíblia. Os princípios são os fundamentos da liberdade humana.” (Dorace Greeley)

“Tão grande é a minha veneração pela Bíblia que, quanto mais cedo meus filhos começam a lê-la, tanto mais confiado espero que eles serão cidadãos úteis à pátria e membros respeitáveis da sociedade. Há muitos anos que adoto o costume de ler a Bíblia toda uma vez por ano.” (John Quincy Adams)

“O vigor de nossa vida espiritual está na proporção exata do lugar que a Bíblia ocupa em nossa vida e em nossos pensamentos. Faço esta declaração, solenemente, baseado na experiência de cinqüenta e quatro anos.” (George Müller)

“A maioria das pessoas se preocupam com passagens da Bíblia que não entendem, mas as passagens que me preocupam são as que eu entendo.” (Mark Twain)

“Livro de minha alma aqui o tenho: é a Bíblia. Não o encerro na biblioteca, entre os de estudo, conservo-o sempre à minha cabeceira, à mão. É dele que tiro o pão para a minha fome de consolo, é dele que tiro a luz nas trevas das minhas agonias.” (Coelho Neto)

“Há mais indícios seguros de autenticidade na Bíblia do que em qualquer história profana.” (Isaac Newton)

 

Ler a Bíblia é simplesmente conhecer Deus e qual a sua Vontade para as nossas vidas.

 

Filipe Paulo Christian

 

Para saber mais:

http://paulosergiofalandodedeus.blogspot.com.br/2011/02/frases-de-pessoas-famosas-sobre-biblia.html

http://estreladamanhajesus.blogspot.com.br/2012/11/n-ossas-vidas-integras-diante-de-tantos.html

http://www.universidadedabiblia.com.br/frases-notaveis-a-respeito-da-biblia/

 

A benção de uma excelente esposa

7b7ed6649f4794e65d0004c1e0f6ac2e

Poucas influências afetam o coração de um homem para Deus mais do que sua esposa, para melhor ou para pior. Ela encorajará sua devoção espiritual ao Senhor ou a impedirá. Ou ela expandirá sua paixão por Deus ou derramará água fria sobre ela. Que tipo de esposa estimula o crescimento espiritual de seu marido? Provérbios 31: 10-31 fornece um perfil da esposa que é digna da confiança de seu marido. Tal esposa é a encarnação da verdadeira sabedoria de Deus, fazendo com que o marido confie nela completamente.
“Uma mulher virtuosa, quem poderá encontrá-la? Seu valor excede em muito o das jóias “(v.10).

Uma mulher tão boa é difícil de encontrar. A palavra virtuoso (hayil) pode significar “força, habilidade, valor ou dignidade”. Esta mulher exemplifica cada uma dessas qualidades, tendo grande competência, caráter nobre e um forte compromisso com Deus e sua família.

Somente o Senhor pode fornecer uma mulher tão excelente: “A casa ea riqueza são a herança dos pais, mas a mulher sábia vem do Senhor” (Provérbios 19:14). “Aquele que achou uma mulher achou uma coisa boa, e ganha o favor do Senhor” (18:22). Esta mulher virtuosa é um presente inestimável de Deus.
Não é de admirar que “Nela confie o coração do seu marido” (v. 11)? O marido tem fé nela porque “ela o traz bem e não é mau todos os dias de sua vida” (versículo 12). Ela traz muitos pontos fortes para seu casamento, cada um particularmente adequado para complementar suas fraquezas. Seus dons imediatamente se tornam ganho para ele, e lhe dá muitos motivos para confiar nela.

Seu serviço
Em primeiro lugar, esta esposa extraordinária serve-o incansavelmente. Não fique ociosa, mas “procura lã e linho”, então “com prazer trabalha com as mãos” (versículo 13) para fazer fio e material. Ela é “como o navio mercante” (v. 14), que busca em busca do melhor tecido, ao melhor preço, para fazer as melhores roupas. Essa mulher abnegada “sobe quando ainda é noite” (v. 15) para preparar comida para sua família. Como uma excelenta administradora, ela supervisiona “suas donzelas/servas”, pois elas servem com ela na casa.
Seu sucesso
Em segundo lugar, essa mulher empreendedora exerce um bom juízo em suas muitas negociações. Inteligentemente “avalia um campo”, então compra-o. Lá ela planta uma “vinha” (verso 16). Por sua forte resolução (v. 17) ela ganha dinheiro extra para sua família. Esses negócios “vão bem” (v. 18), fornecendo recursos adicionais para compartilhar com os outros. Ela trabalha muito bem na “noite” com sua “roca” e “fuso” (v. 19) para fazer roupas para sua família.
Seu sacrifício
Em terceiro lugar, esta mulher diligente dá generosamente “os pobres” e “os necessitados” (v. 20). À medida que a “neve” se aproxima, a sua família também. Ela planejou para o futuro, fazendo roupas “duplas” (v. 21) para aqueles em sua casa. Ela não poupa nenhum esforço nem custa, fornecendo o melhor que pode. Depois de providenciar para os outros, esta esposa trabalhadora faz “roupões” e roupas para si mesma “linho fino e roxo” (verso 22). Sua habilidade de oferecer roupas caras é uma evidência clara do favor de Deus em relação ao seu trabalho.
Sua Sabedoria

Em quarto lugar, suas muitas virtudes aumentam a posição do marido nos “portões da cidade” (v. 23), onde os líderes da cidade se encontram. Com grande habilidade, esta excelente esposa “faz”, “vende” e “fornece” (v. 24) seus bens. Apesar de ser muito competente, ela não compete com a liderança de seu marido, mas sustenta com sua humilde submissão e todos sabem disso.
Sua força
Em quinto lugar, essa esposa preciosa olha para o futuro com “força” interna e “dignidade” (v. 25). Embora ela antecipe muitos desafios, ela ainda “sorri” (v. 25) com confiança positiva no cuidado providencial do Senhor. Ela antecipa que a disposição celestial atenderá todas as necessidades de sua família. Quando as pessoas procuram seu conselho, ela fala palavras de “sabedoria” e “bondade” (v. 26). Embora esteja ocupada fora da casa, ela não negligencia “a casa dela” (v.27).
Sua supremacia
Em sexto lugar, ela é uma boa mãe que, como seus filhos observam sua excelência, “eles a chamam de abençoada” (versículo 28). Seu marido vê seus traços de caráter em criar filhos e “a elogia”. Ele se orgulha de que ela supera todas as mulheres (v.29). Em seus olhos, não há nenhum que possa legitimamente reivindicar ser o seu igual.
Sua espiritualidade
Sétimo, a verdadeira grandeza desta mulher é a sua devoção espiritual. Ela “teme o SENHOR” (v. 30). “Graça” e “beleza” são “enganosas” e “vãs”. Sua verdadeira atração por ele é a sua reverência por Deus. Mesmo os líderes da cidade “a louvam” nos “portões” (v. 31), reconhecendo a integridade de sua vida. Seu marido recompensa sua fidelidade e seu trabalho. Ele é o mais abençoado dos homens.

Não é de admirar que seu marido confie nela? A realidade de Deus em sua vida faz você digna de sua plena confiança. Por estimativa, ela é “coroa de seu marido” (12: 4). Somente Deus pode prestar uma ajuda tão excelente.
O Senhor lhe deu uma esposa tão boa? Você vê como isso é específico para você? Você reconhece como sua eficácia aumentou para o Senhor? Em seguida, dê graças a Deus por essa mulher em quem seu coração confia.
Originalmente publicado em Ligonier.

Autor

Steven Lawson é o presidente e fundador da OnePassion Ministries, professor assistente da Ligonier e autor de inúmeros livros.

Link do artigo original em espanhol

https://www.thegospelcoalition.org/coalicion/article/la-bendicion-de-una-esposa-excelente

Qual o problema com Banheiros Unissex?

 

banheiros-unixex-310x165

Desde a primeira vez que pude ouvir e conhecer mais a respeito da ideologia de gênero, pude perceber claramente suas implicações nas famílias, igrejas, empresas, vida em sociedade e no mundo todo, como hoje em dia podemos constatar ao fazer uma simples pesquisa no Google.

Vemos notícias que falam de doutrinação ideológica nas escolas com crianças pequenas até adolescentes (principalmente eles e com ou sem o consentimento dos pais), perda ou retirada da guarda dos próprios filhos no Canadá (caso os pais discordem da ideologia de gênero), ensino explicito e implicito da ideologia de gênero e ativismo LGBTZ em desenhos infantis, séries e filmes cada vez mais, bem como tantas outras tristes notícias de como a ideologia de gênero tem se espalhado em todo o mundo, como um câncer nas famílias, sociedade, nações e mundo todo.

E inclusive, para a nossa tristeza, muitas igrejas outrora cristãs agora estão abraçando a teoria/ideologia de gênero, feminismo, apoio ao aborto, etc. Podemos encontrar não somente na Europa, EUA e Canadá, mas também aqui no Brasil. Onde existem várias igrejas apóstatas quer seja declaradamente ou discretamente ao serem politicamente corretos aos padrões do mundo.

E dentre essas tantas notícias e implicações, vem a questão dos banheiros mistos, únicos, trans, ou qualquer outro nome que queiram usar para essa bizarrice deles.

O problema da implantação dessa idéia diabólica e absurda (que infelizmente tem sido acatada por cada vez mais setores da nossa sociedade) é que ignora claramente e descartar totalmente as diferenças físicas, genéticas, fisiológicas, psicológicas e sociais entre os homens e as mulheres.

Além de acabar por colocar crianças, adultos, meninos e meninas, homens e mulheres, pessoas de diferentes procedências e contextos, tudo em um só lugar. O que acaba por trazer constrangimento, casos de estupros e violência contra as mulheres, roubos, etc.

 

E tudo isso pra quê?

banheiro

 

Simplesmente para atender caprichos de pessoas egoístas, ignorantes e que sempre recorrem ao vitimismo, argumentos sentimentais e apelativos (e nada cientificos!) e que sempre rotulam quem discorda deles como “homofóbicos”, “Opressores”, dentre outros adjetivos, substantivos e palavras novas que eles mesmos criam e definem o seu significado.

Ao se criarem banheiros mistos ou por ideologia de gênero, criam-se sérios problemas para a sociedade como um todo, somente por causa de uma minoria. Vejamos:

– Ignorar, Rejeitar e Deturpar as claras diferenças biológicas entre HOMENS e MULHERES;

– Sujeita crianças e adolescentes (meninos ou meninas) a serem roubados, assediados, abusados e violentados;

– Possibilidade já comprovada de maior indice de crimes contra as mulheres, como assédio sexual, constrangimentos, estupro, etc;

– Desrespeito aos direitos da maior parte da população brasileira;
Além de tantas outras consequências que virão sobre todos aqueles que são coniventes com essa prática absurda.

Que os homens possam continuar urinando em pé como sempre foi e as mulheres possam conversar com suas amigas, arrumar a maquiagem ou cabelo e, relaxar sentadas e tranquilas sem medo de serem estupradas dentro do banheiro.

Não concordamos com o banheiro misto e outras invenções doentias oriundas da ideologia de gênero, feminismo e ativismo LGBTZ.

Como já dizia um dito popular bem conhecido aqui no Nordeste:
“Cada macaco no seu galho”, ou seja, cada um no seu devido lugar/local.
Nada mudará o fato comprovado bíblica, social, mental, cultural, histórico e cientifico de que só existem dois sexos/gêneros – Homem e Mulher. E isso nunca mudará, ainda que mudem o exterior.

Em Cristo Jesus,
Filipe Paulo Christian

 

 

Para se aprofundar no assunto…
https://ipco.org.br/ipco/loucura-da-ideologia-de-genero-escola-maternal-na-suecia-proibe-que-criancas-sejam-tratadas-como-meninos-e-meninas/#.WapABvk97IU
https://pt.zenit.org/articles/o-exemplo-da-suecia-um-pais-totalmente-contaminado-pela-ideologia-de-genero/
https://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/rede-globo-esta-se-especializando-em-destruir-familia-diz-pastor-ex-gay.html
http://www.apocalipsenews.com/brasil/brasil-dilma-decreta-reconhecimento-da-identidade-de-genero-e-gays-poderao-usar-o-mesmo-banheiro-da-sua-filha/
http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/19986/A-verdade-sobre-a-guerra-dos-banheiros-O-movimento-para-permitir-que-as-pessoas-usem-o-banheiro-de-sua-escolha-nada-mais-e-do-que-a-fase-mais-recente-da-revolucao-sexual
http://www.citizengo.org/pt-pt/fm/70881-pela-revogacao-do-decreto-do-governo-do-estado-sao-paulo-que-autoriza-uso-dos-banheiros
https://www.passedigital.com.br/post.jsp?u=2147483647&p=2zYNkz&redirect=1
http://www.conservadorismodobrasil.com.br/2017/04/o-equivoco-da-ideologia-de-genero-quanto-ao-uso-dos-banheiros.html
http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/acesso-a-banheiros-escolares-por-identidade-de-genero-volta-a-gerar-polemica-2ffwh8qznpvlvi6638ucl7s45
http://www.rededefesadafamilia.com.br/voce-sabe-o-que-e-um-banheiro-que-respeita-a-identidade-de-genero/

Sobre o Tráfico de Seres Humanos

2770764780-filme-prisioneiras-nunca-mais

O tráfico de seres humanos é uma triste realidade que existe desde muito tempo atrás e continua mesmo nos dias atuais. Ocorrendo principalmente na Europa e Ásia, mas também em diversos países do mundo. Inclusive, ocorre aqui no Brasil em muitas estradas, rodovias e cidades do interior.

O Tráfico de Seres Humanos (TSH) é um crime contra a liberdade pessoal, que afecta milhões de pessoas em todo o mundo. Envolve a movimentação de pessoas entre fronteiras internacionais ou dentro de um mesmo país, com o objectivo de as sujeitar a diversos tipos de exploração.

Nesse primeiro artigo sobre esse tema lamentável, gostaria de recomendar 3 filmes que me ajudaram a entender e conhecer um pouco mais e melhor essa difícil questão que tem destruído vidas em todo o mundo, inclusive em nosso País.

Assista, Reflita, Compartilhe e, mais do que tudo busque cuidar e proteger mais ainda sua família. Bem como ajudar para que esse mal tão atual em nossos dias, seja enfrentado, combatido e eliminado.

Recomendo os seguintes filmes:
– Priceless
Você pode encontrar na internet, porém estará legendado.
http://www.pricelessmovement.com/

– Prisioneiras Nunca Mais
Disponível no Youtube (Dublado), nos seguintes Links

– Antes que seja Tarde
Disponível no Youtube (Dublado), nos seguintes Link:

 

Nesses filmes além de saber um pouco mais, você poderá entender como ocorre o processo do tráfico de seres humanos (TSH), bem como perceber que o alvo desses traficantes são crianças, adolescentes e mulheres.

As vítimas são justamente quem não pode se proteger e defender-se. E quem deve e pode defendá-las, proteger e lutar por suas vidas?

A resposta de Deus para esse mal e tantos outros que tem destruído milhões de vidas em todo o mundo é exatamente – Você, Homem!

Nós homens somos o problema, NÓS SOMOS O PLANO E A SOLUÇÃO DE DEUS EM CRISTO JESUS.

 

Em Cristo Jesus,
Filipe Paulo Christian

Links para se aprofundar mais sobre esse tema:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tr%C3%A1fico_de_pessoas
http://www.infojovem.org.br/infopedia/descubra-e-aprenda/cultura-de-paz/trafico-de-seres-humanos/
http://www.justica.gov.br/sua-seguranca/seguranca-publica/senasp-1/trafico-de-seres-humanos
http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-10-20/trafico-humano.html

Sobre Filhas e Namoro: Como Intimidar Pretendentes

filme-menina-dos-olhos

Texto de Jen Wilkin

Tenho duas filhas adolescentes, então foi com um certo interesse que li um artigo recente intitulado “Formulário Para Namorar Minha Filha.” O artigo era muito engraçado, brincando com a idéia do estereótipo do pai com a espingarda e a filha apavorada enquanto negociavam o âmbito complicado de um primeiro encontro. Depois blogueiros cristãos se apoderaram deste conceito e, em sua maior parte, estas versões também eram engraçadas. Havia alguns temas comuns: pretendentes desempregados e de calças largas, pais proferindo ameaças inspiradas em Chuck Norris. Não perdi o meu senso de humor bem desenvolvido, até que cometi o erro tático de olhar alguns dos comentários. E então, simplesmente fiquei triste.

Aqui está o comentário que me deixou mais triste, postado por um pai cristão bem intencionado:

Cara, isto é incrível. Minha filha tem apenas 2 anos, mas vou imprimir isto e colocar na porta da minha geladeira. Obrigado por seu piedoso exemplo.

Oh céus.

OK, a piada acabou. Mano, vamos falar de estratégia por um momento. É só isto que você tem? Você precisa de um plano melhor, além destas técnicas de intimidação de baixa voltagem. Afinal de contas, ela é sua filha. Então, vamos falar francamente sobre o que você precisa fazer para proteger os interesses dela quando se trata de namoro. Em vez de brandir uma espingarda ou apresentar um formulário, é necessário construir um muro.

Isso mesmo, você me ouviu; construa um muro. Entre no modo “Rapunzel.” Construa-o tão alto que só o mais forte dos pretendentes poderá escalá-lo. Mas não espere até que sua menina seja uma adolescente, mano. Comece agora. Comece ontem. Não há tempo a perder.

Construa um Muro

Em Cantares 8.8-9 ouvimos a esperança de uma família de que sua irmãzinha se torne uma mulher com pujança e dignidade. Adivinhe qual metáfora eles usam para descrever este tipo de mulher? Um muro. Sua irmã os assegura no versículo 10 que ela realmente é um muro, completo, com torres. Sua declaração indica certeza de que ela não somente é forte, mas também capaz de se defender contra quaisquer pretendentes que não sejam dignos. É isto o que você quer, mano. Você quer um muro.

Eis o problema com as piadas sobre espingardas e formulários postadas na geladeira: para qualquer pessoa que esteja prestando atenção, estas coisas anunciam que você espera que sua filha nāo tenha discernimento. Saiba que sua filha está prestando atenção. E não fique chocado se ela se comportar conforme suas expectativas. Talvez seja melhor se preocupar menos com aterrorizar ou pré-ajustar pretendentes e se preocupar mais com preparar sua filha para escolher sabiamente. E isto significa construir um muro.

voce-e-um-pai-liberal-1418755960299_615x300

Ao invés de intimidar todos os potenciais pretendentes à sua filha, crie uma filha que os intimide por si própria. Porque, sabe o que é intimidador? A pujança e a dignidade. A fé profunda. A auto-confiança. A sabedoria. A bondade. A humildade. A diligência. São estes os tijolos que constroem o muro que resiste aos avanços do Calça-Larga, independentemente de você aparecer com sua espingarda carregada ou não. Um pretendente inapto considera nada mais aterrorizante, do que uma mulher que sabe o seu valor perante Deus e perante sua família.

Forte Demais?

Mas eis a dura realidade: se você criar esta filha, ela provavelmente intimidará também um bom número de “bons rapazes cristãos”. Porque vários destes rapazes tem umas idéias malucas sobre o que significa estar no comando. Fico espantado e triste com a freqüência com que ouço jovens rapazes solteiros dizerem de mulheres solteiras brilhantes e talentosas, “Nossa, ela é tão forte que eu não acho que poderia liderá-la.” O que nessa altura faz com que muitas mulheres solteiras brilhantes e talentosas comecem a considerar maneiras de “diminuirem sua intensidade” ou “se tornarem um pouco mais suaves”.

Crie uma filha forte, mesmo se; não, especialmente se, isto significa que possíveis pretendentes questionem se podem “liderá-la”, seja lá o que isto signifique para eles. Você acabou de identificar estes pretendentes como inelegíveis, sem mesmo precisar de um processo de candidatura. Liderança não se trata de uma pessoa forte procurando pessoas mais fracas para liderar. Trata-se de pessoas humildes procurando aqueles cujas áreas compensem suas fraquezas e complementem suas próprias áreas fortes. Líderes fortes se cercam de pessoas fortes, não de pessoas fracas. Ao invés de considerar os pontos fortes dos outros ameaçadores, eles os celebram e os fomentam. Este é um princípio básico de gestão, mas temo que jovens rapazes cristãos e pais cristãos bem intencionados que têm filhas, tenham ficado um pouco confusos com este conceito.

Guarde Sua Espingarda

Frequentemente penso que se avaliássemos cuidadosamente como criamos nossos filhos com a mesma intensidade com que planejamos enfrentar futuros pretendentes a nossas filhas, deixaríamos de especular sobre espingardas e formulários e começaríamos a construir aquele muro. Então, bem intencionado pai de uma criança de 2 anos, por favor, não clique em “imprimir” naquele formulário por enquanto. Ao invés de interrogar o homem que sua filha traz para casa, interrogue o homem que a trouxe para casa do hospital. Ela não necessita de jactância tardia sobre suas intenções de protegê-la dos Calça-Larga idiotas quando for uma adolescente. Ela necessita que você se empenhe e invista em seu caráter agora mesmo.

ternura_pai_filha_01

Então, guarde sua espingarda. Pegue a sua prancheta de treinador. Sente-se junto dela quando ela prepara um cházinho de brincadeira. Ensine-a como trocar um pneu e como ligar o cortador de grama. Delibere com ela sobre política e economia e teologia. Elogie uma roupa nova ou uma nota alta em matemática. Diga a ela que você a acha absolutamente linda. Ajoelhe-se a beira de sua caminha com chenille cor-de-rosa e ore intensamente. Crie sua filha com um coração e mente totalmente municiados, para que uma espingarda carregada não seja necessária. Ela não deve necessitar que você afugente pretendentes fracos. Deixe que sua própria força e dignidade façam isto. Decida não se contentar com nada menos do que a melhor proteção para sua filha. Decida ser o tipo de homem que você quer que ela traga para casa. Decida construir um muro.

“Que faremos por nossa irmã, no dia em que ela for pedida em casamento? Se ela for um muro, edificaremos sobre ela uma torrezinha de prata…” (Cantares 8.8–9).

Traduzido por Will Jessie Dias

Jen Wilkin é esposa, mãe de quatro filhos maravilhosos, e luta para que mulheres aprendam a amar a Deus com suas mentes através do estudo fiel da Palavra. Ela escreve, dá palestras e ensina a Bíblia para mulheres. Ela mora em Flower Mound, Texas, e sua família congrega na The Village Church. Jen é autora de “Women of the Word: How to Study the Bible with Both Our Hearts and Our Minds” (Mulheres da Palavra: Como Estudar a Bíblia com os Nossos Corações e Nossas Mentes) (Editora Crossway). Você pode encontrá-la em seu blog jenwilkin.blogspot.com.  *HGTV é um canal a cabo com programas de casa e família.

http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/sobre-filhas-e-namoro-como-intimidar-pretendentes