Arquivo da tag: Séries

10 Perguntas que os cristãos devem fazer sobre o entretenimento

familiaTV

“Mas, alguém vai dizer, não deveríamos ter entretenimento? Sim, apenas a diversão que você pode realizar com o temor de Deus. Faça o que Jesus teria feito “. Charles Spurgeon
Vivemos em uma época de entretenimento sem precedentes. O americano médio gasta mais de 10 horas por dia na frente de uma tela.
Nunca antes tínhamos tantas opções de programas de TV, filmes, música, blogs, redes sociais e livros disponíveis através de diferentes mídias (TV, internet, Netflix, etc.). Como podemos garantir que seguimos fielmente Cristo nesta nova era de entretenimento?
O discernimento sobre o que consumimos na mídia precisa mais do que simplesmente dizer: não devemos ver violência ou sexualidade excessiva (o que é verdade). Precisamos entender os efeitos complexos, e muitas vezes sutis, da mídia em nossas vidas.

Deixe-me ser o primeiro a dizer que estou fascinado com os diferentes tipos de mídia digital, e é de grande benefício espiritual pensar neles à luz das Escrituras. Meu objetivo com esta simples lista é ajudá-lo a pensar mais biblicamente sobre o que você consome. Ao ler, pergunte ao Senhor se há algo que Ele quer que você mude para tirar o máximo proveito da sua vida curta.

1. Suas escolhas de entretenimento agregam valor à sua vida?

Para os cristãos, o consumo na mídia pode variar de ser uma diversão inofensiva e uma ferramenta para construir relacionamentos, para se tornar uma máquina de ídolos que faz você desperdiçar sua vida e sua eficácia para o Senhor. Pense em como o entretenimento ajuda você a alcançar os propósitos de Deus para você durante este estágio da vida terrena. Que coisa valiosa faltaria se você nunca voltasse a ligar sua TV ou se você eliminasse as aplicações que mais o distraem?
2. Quais desejos são cultivados em seu coração com suas escolhas de entretenimento?
Como o entretenimento afeta seus desejos em relação a Deus? Se eu não sou intencional, meu consumo da mídia cultivará desejos pecaminosos.

Uma vez, na casa de um amigo da escola, vimos um filme que não esperava ser tão ousado e lúcido, e lembro que depois me senti afastado de Deus. Notei que alguns dos meus desejos mudaram depois de assistir o filme. Já não queria mais orar ou ler a Palavra como antes. Minha carne ansiava pela luxúria que vi no filme, e eu tive que confessar meu pecado a Deus e alimentar-me da Sua Palavra para renovar a minha mente (Ro 12: 2). É muito provável que meu exemplo não seja completamente estranho para você. O Salmo 1 descreve aquela pessoa abençoada como aquela que constantemente medita na Palavra de Deus e não pára no caminho dos pecadores. Naquela noite, quando eu estava na casa de meu amigo, sentado no sofá, eu estava no caminho dos pecadores, enquanto as mensagens pervertidas do filme alimentaram sutilmente meus desejos.

No entanto, devo dizer que nem todas as opções de entretenimento terão os mesmos efeitos. Podemos nos treinar, durante o momento de mais entretenimentos “neutros”, para voltar nosso olhar ao Senhor em adoração e refletir sobre o entretenimento através da lente do evangelho. Aqui estão quatro perguntas que podem ajudá-lo a fazer isso:

• Como isso reflete a beleza e a bondade da criação de Deus?
• Como isso reflete o pecado da humanidade?
• Como isso reflete nossa necessidade de um Salvador que muda nossos corações?
• Como isso pode aprofundar a nossa saudade de restauração, paz e plenitude da vida, que vamos desfrutar por toda a eternidade?
3. Você gasta mais tempo queixando-se do mal do entretenimento do que você ora para as pessoas que o produzem?

O entretenimento é cheio de bobagens, sensacionalismo e pecaminosidade. A tentação de queixar-se sobre as ações tontas e perversas que as pessoas fazem pode ser muito forte, ao invés de ver essas ações como provenientes de um pecador que precisa de um Salvador. Em vez de reclamar, ore pela salvação daqueles que você poderia facilmente criticar (1 Timóteo 2: 1-4).
4. O meu consumo de entretenimento me ajuda a aproveitar o tempo, nesses dias ruins (Efésios 5:16)?
Kent Hughes escreve em Disciplinas de um Homem de Deus: “É impossível para qualquer cristão ter uma mente cristã quando ele passa a maior parte de suas noites, mês a mês, semana a semana e dia a dia, assistindo as principais redes de televisão contemporâneas ou vídeos … Um programa mental bíblico não pode coexistir com a programação mundana “.

Se o mundo comparou seus hábitos de entretenimento com o seu hábito de buscar Deus através da oração e da leitura da Bíblia, o que você veria como o mais importante em sua vida? A vida é como uma respiração e, como grama que desaparece rapidamente. Não deixe as coisas fáceis na vida roubá-lo da coisa mais valiosa.
5. Gostaria que meus hábitos de entretenimento fossem imitados por meus filhos (ou por aqueles que lidero)?

Se você é um dos pais, ou um líder de qualquer tipo, tenha cuidado para transmitir seus maus hábitos para a próxima geração. Você também é susceptível de permitir que seus filhos sejam discipulados pelo entretenimento e se tornem amantes materialistas de prazer, com corações chatos para a verdade espiritual. Tente transmitir um exemplo piedoso do seu consumo de entretenimento.

6. O que glorifica esse entretenimento?

Cada artista tem valores e aqueles que entretém promovem seus valores através do que produzem. Muitas vezes, seus valores são puramente financeiros; o que significa que eles são capazes de fazer o que quer que venda. Muito poucas vezes os valores cristãos, como sabedoria, integridade, temor de Deus ou a exaltação de Jesus Cristo, têm tempo no ar. Portanto, devemos nos perguntar: quais valores esse ou aquele programa de televisão, ou filme, promovem? Se não analisarmos isso, os desejos de nosso coração serão deformados e removidos das Escrituras.
7. A TV faz minhas fofocas maiores?

As fofocas são de diferentes maneiras, para diferentes pessoas. As fofocas, para muitas mulheres, podiam ser vistas como criticando o peso de uma atriz, ou o que estavam vestindo numa cerimônia de premiação. Para os homens que provocam o culto das celebridades, eles podem não perceber que eles provavelmente fazem o mesmo com atletas, louvando ou criticando-os. Não conhecer alguém pessoalmente não significa que somos livres para torná-los alvo de nossa fofoca.

“Não deixe a palavra maligna sair da sua boca, mas somente o que é bom para construir, de acordo com a necessidade da hora, para que ele ensine graça aos que ouvem”. Efésios 4:29.

8. O que você está mais disposto a comprometer: suas crenças cristãs ou suas opções de entretenimento?
Novamente, isso não significa que todo o entretenimento é completamente errado, mas essa questão deve ajudar a desmascarar um ídolo, se ele existir. Tenha cuidado se você costuma encontrar-se dizendo, ou pensando: “Eu sei que, como cristão, eu não deveria ver ______, mas …”. Isso pode ser um sinal de que você ama o entretenimento mais do que Deus.

9. Que entretenimento você sacrificaria para ter uma vida que honra mais a Deus?
Minha esposa e eu decidimos viver sem TV a cabo, portanto, é muito raro ver algo na televisão. Isso nos ajuda não só a economizar dinheiro, mas também a gerenciar nosso tempo para que não seja absorvido por espetáculos (ou jogos) que não agregam nada de valor às nossas vidas. Também escolho não ter aplicativos do Facebook ou do Twitter instalados no meu telefone, para lutar contra outra tentação para perder tempo. Menos é mais, e a vida é mais completa quando fazemos os sacrifícios certos para honrar a Deus.

10. Suas opções de entretenimento ajudam a cumprir com o que Deus te chamou para fazer nesta vida?
O entretenimento bem usado pode servir um grande propósito: ajudar a desfrutar da vida que Deus nos deu, alcançar os que amamos e ter uma melhor compreensão do mundo complexo em que vivemos. Mas também pode nos distrair da nossa chamada dada por Deus.
Se o seu entretenimento é apenas um consumo passivo e não o motiva a criar ou pensar mais profundamente, suas opções de entretenimento não são saudáveis. Se o “companheirismo” de entretenimento é a base principal de seus relacionamentos, suas opções de entretenimento não são saudáveis.
Deus quer mais de nós, não apenas se divertindo até a morte (emprestado de Neil Postman). Ele quer ser o nosso maior deleite. Ele quer uma semelhança maior com Cristo e uma vida abundante para seus filhos. Ele quer nos guiar e nos guiar com a voz suave e delicada. Esta escutando?

Minha oração é que o Senhor use essas perguntas simples para moldar sua mente e coração, e assim amá-Lo mais em tudo o que você faz.

 

Postado originalmente por Kevin Halloran.

Kevin Halloran trabalha com Leadership Resources International na equipe de treinamento da América Latina pastores como pregar a palavra de Deus com o coração de Deus. Ele também atua no ministério hispânico de The Orchard – Arlington Heights, nos subúrbios de Chicago, IL. Você pode encontrá-lo em seu blog pessoal, onde ele escreve semanalmente sobre temas centrados no evangelho e segui-lo no Facebook e no Twitter.

Link do artigo Original em Espanhol/Inglês

https://www.thegospelcoalition.org/coalicion/article/10-preguntas-que-los-cristianos-deberiamos-hacernos-sobre-el-entretenimiento

 

 

Anúncios

Começando com os Audio Posts

podcast-slide1

E ai pessoal que segue o blog Homens ao Máximo, sejam bem vindos mais uma vez. Nós estaremos começando a utilizar um novo formato de conteúdo, que são os audioposts.
Que além de facilitar a acessibilidade de pessoas cegas ao nosso trabalho, também servirá para você ouvir a caminho do trabalho ou escola, em casa ajudando nas tarefas domésticas, caminhando ou andando de bicicleta, passeando com seu cachorro, etc.

Teremos:
– Textos em formato de aúdio
– Entrevistas
– Comentando as notícias
– Textos que curti
– Séries de audioposts
Desde já agradecemos e continuem nos seguindo através de nossas redes sociais e visitando o Blog Homens Ao Máximo.

Em Cristo Jesus,
Filipe Paulo Christian